Data de Hoje
21 September 2021

Dólar supera máxima histórica de R$ 4 já na abertura, por preocupações externas e internas

Investidores aguardam a votação dos vetos da presidente Dilma Rousseff no Congresso.

  O dólar superou a máxima histórica de R$ 4 na abertura dos negócios nesta terça-feira (22), com investidores aguardando a votação dos vetos da presidente Dilma Rousseff no Congresso e em meio a preocupações com a possibilidade de o Federal Reserve, Banco Central norte-americano, elevar os juros neste ano.

Às 9h12, o dólar avançava 0,92%, a R$ 4,0176 na venda, após ter o segundo fechamento mais alto na história pela segunda sessão consecutiva na véspera.

O Banco Central dará continuidade à rolagem dos swaps cambiais que vencem em outubro, com oferta de até 9.450 contratos, equivalentes à venda futura de dólares.

Nesta segunda-feira (21), o dólar fechou em alta de 0,57%, a R$ 3,9809 na venda. Foi o terceiro avanço seguido, e a moeda dos EUA estava pressionada por preocupações com as contas públicas brasileiras. Nas últimas três sessões, o dólar acumulou alta de 3,83% contra o real.

O mercado vem adotando estratégias mais defensivas, com medo de que o Congresso possa derrubar nesta semana vetos da Presidência a medidas que aumentam os gastos, dificultando o ajuste fiscal.

Essas preocupações foram parcialmente reduzidas nesta tarde após Cunha afirmar que derrubar o veto sobre o reajuste salarial dos servidores do Judiciário seria “colocar mais gasolina na fogueira”.

Por: R7

Facebook Comments