Data de Hoje
28 January 2022

Dono de emissora revela o que a Globo fez para impedir a vitória de Jair Bolsonaro

Um dos donos da RedeTV!, Marcelo de Carvalho fez uma revelação sobre o que a Globopensa sobre o presidente eleito Jair Bolsonaro. Em conversa com Luciano Hang, proprietário da loja de departamento Havan, ele disse que o Amor & Sexo foi uma das tentativas para tentar barrar a sua vitória

“Eu fiquei sabendo que o programa da Fernanda Lima foi embora. De tanto trabalhar contra. Trabalhar contra o quê?”, perguntou ele, quando Hang disse que ele trabalhava contra a família brasileira. “Eu lamento muito. Eu acho que é a Globo que manda ela falar mal, ter essa pauta”, explicou Marcelo.

“A Rede Globo, isso é notório, não queria ter Jair Bolsonaro presidente da República. Não queria!”, disparou, revelando ainda que o primeiro emprego da Fernanda Lima como apresentadora foi na RedeTV!, em 1999, quando ela fez o Interligado e o TV Escolha. Ao contrário da Globo, o dono da RedeTV! apoiou Bolsonaro e comemora.

“Eu tenho muito orgulho de estar engajado. […] Desde 2010 ele frequenta os programas da RedeTV!. Eu o considero um amigo. […] Nós demos espaço para o Jair Bolsonaro quando nem candidato à Presidência ele era”, explicou ele, lembrando o fato de ter dado espaço no Superpop, de Luciana Gimenez.

“Em junho de 2016, depois de ter aparecido no programa da Luciana muitas vezes, ele falou no meu programa que pretendia se candidatar à Presidência”, contou.

APOIO DE NELSON RUBENS

Nelson Rubens abriu o jogo em sua participação no Programa Raul Gil, do SBT. No canal de Silvio Santos, o apresentador do TV Fama, da RedeTV!, não tirou o chapéu para diversas celebridades, como Latino, Zezé Di Camargo e o jogador Emerson Sheik.

Além deles, Pabllo Vittar também não teve a “felicidade” de ser aprovada pelo comunicador. “É ele, mas tem que falar ela”, brincou Nelson, logo de início, ao justificar o motivo. “Pabllo Vittar começou na RedeTV com calça curta, cantando música do Michel Jackson”, revelou.

“Por causa de algumas declarações que ele deu, eu não tiro. Ele falou que se o Jair Bolsonaro se elegesse, ele deixaria o Brasil. Mas depois mudou de ideia, voltou atrás”, disse. “Ainda bem que ele se arrependeu, porque é um brasileiro e agora vai começar uma carreira internacional. Ainda bem que existe a correção”, completou.

Facebook Comments