Data de Hoje
31 July 2021
Foto: Nilson Marinho / Correio

Dono de restaurante é baleado nos dois braços após se envolver em briga no trânsito

Marcos Aurélio Azevedo Bonfim, 45 anos, foi baleado nos braços na Avenida Luís Eduardo Magalhães

Um motorista foi baleado nos dois braços na noite deste domingo (2), na Avenida Luís Eduardo Magalhães, após se envolver em uma briga de trânsito. De acordo com o Centro Integrado de Comunicação da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o crime aconteceu por volta da 22h, na altura do primeiro túnel.

De acordo com o registro da ocorrência Marcos Aurélio Azevedo Bonfim, 45 anos, dirigia um Ford Fusion prata, quando foi surpreendido por uma manobra irregular. Depois de discutir com o outro motorista, Marcos foi baleado por um homem que estava na carona do veículo. Após o crime, o motorista foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE). A vítima passou por uma cirurgia e, segundo os familiares, o estado de saúde dele é estável.

Marcos é dono de um restaurante no Centro da cidade e voltava do serviço na companhia de um funcionário. Ele já havia se envolvido em um outro acidente de trânsito e tinha reformado o veículo há cerca de dois meses. “Hoje em dia toda a confusão de trânsito acaba nisso, mas eu não imaginava que iria acontecer com meu filho”, disse ao CORREIO a mãe de Marcos, que visitava o filho na manhã desta segunda-feira (3) no HGE. O caso foi registrado como homicídio tentado.

Segundo boletim de ocorrência do Posto da Polícia Civil no HGE, Marcos foi baleado nos dois braços. Os disparos também atingiram a porta traseira do veículo, do lado esquerdo. Horas depois, uma viatura da Rondesp Atlântico encontrou Moisés de Araújo Santana, funcionário de Marcos, que estava dirigindo o carro.

Em nota, a Polícia Militar informou que uma viatura da Rondesp Atlântico fazia rondas na Avenida Vasco da Gama quando suspeitou de um carro que estava com marcas de tiros na porta. Na abordagem, o homem que dirigia o veículo contou que tinha sido vítima de assalto entre as avenidas Luis Eduardo Magalhães e Paralela, quando estava com outras duas pessoas no carro.

O homem informou à polícia que estava voltando do HGE, após socorrer o amigo. À polícia, Moisés contou que estava levando o carro de Marcos de volta para casa dele.

A mãe da vítima não duvida que o caso tenha sido uma tentativa de assalto. “Não podemos descartar nenhuma hipótese. Imagino mesmo que tenha sido assalto, já que o carro dele é novo e ainda está sendo pago. Inclusive, foi o que eu imaginei logo que eu fiquei sabendo que ele tinha sido baleado”, contou a mãe de Marcos.

Ela contou também que não teve a oportunidade de conversar com o filho para entender o que aconteceu realmente. “Ainda não tive tempo de conversar com meu filho para saber o que realmente motivou isso. Ele era um cara tranquilo, mas não sabemos a reação das pessoas em certas circunstâncias. Toda ação tem uma reação”, completou.

Correio24h
Facebook Comments