Data de Hoje
9 December 2021

Duelo entre ACM Neto e Rui Costa ganha as redes sociais

A tropa de choque mais notável é a de oposição a Neto, que inclui os petistas e aliados

O duelo político entre o governador Rui Costa (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM), de olho nas eleições de 2016, continua firme e as provocações vêm ganhando as redes sociais.

Como o objetivo é fortalecer a própria imagem na capital baiana e tentar mostrar pontos fracos do adversário, ambos têm tratado de fazer isso de modo silencioso, com postagens nas redes sociais e cumprimento de agenda em diversos bairros de Salvador. Como Neto tem a seu favor o título de melhor prefeito do Brasil, o governador Rui Costa, o PT e seus aliados tentam desconstruir o mito do carlista apontando os possíveis defeitos na administração municipal, a exemplo, alegam petistas, das ações da prefeitura na orla de Salvador em detrimento dos bairros pobres.

Nesse fim de semana, quando foi registrado um roubo seguido de morte no bairro do Costa Azul, o prefeito ACM Neto foi interpelado em sua página oficial no Facebook por internautas que clamavam por segurança. O democrata foi rápido e direto ao responder aos seus seguidores na rede social: “Aí tem de cobrar do governo estadual”. Em outra resposta, Neto reforçou que a segurança pública é obrigação do governo. Após o diálogo nas redes, na primeira aparição pública do governador Rui Costa, veio a resposta: o chefe do Executivo estadual determinou aos seus quadros responsáveis pela segurança pública que intensificassem as rondas e as blitze na capital, mesmo que para isso tenha que pagar extra de policiais. O anúncio foi feito durante o ato de assinatura da ordem de serviço para as obras de contenção de encostas no Largo do Tanque na manhã de ontem.

A inovação no meio cibernético agora se trata do uso de um aplicativo chamado Periscope, pelo qual é possível transmitir eventos ao vivo pela internet. O prefeito ACM Neto saiu na frente usando o instrumento para mostrar ao público em tempo real o que estava fazendo em suas agendas. Após o democrata lançar mão da tática, a equipe do governador Rui Costa anunciou que também passará a usar o aplicativo e a estreia foi ontem no programa semanal Digaí, Governador.

A tropa de choque mais notável nesse cenário é a de oposição ao prefeito ACM Neto, que inclui os petistas e seus aliados. Um deslize da prefeitura ontem foi alvo de críticas, por exemplo, do vereador Arnando Lessa que disparou contra a administração do democrata. Ao chegar para o evento no Largo do Tanque, na rua Alto do Pará, a comitiva governista se deparou com um monte de entulho no meio da pista e sobrou para a Secretaria de Ordem Pública do município. “A Semop sabia que estaríamos aqui desde a semana passada. Se isso não é proposital, é incompetência”, disparou Arnando Lessa, que completou: “Esse é o resultado dos serviços da prefeitura na cidade. É lixo, é buraco”.

O deputado federal Afonso Florence (PT) também disparou contra a gestão carlista. “As obras de impactos de Salvador são obras do governo Jaques Wagner e agora, com a continuidade do governador Rui Costa. Estas obras são executadas com recursos dos governos estadual e federal, sem investimento da prefeitura de Salvador, que pirateia obras do governo da Bahia distribuindo placas”, acusou.

Após a declaração do petista, o vereador Leo Prates, líder do DEM na Câmara de Salvador, não deixou barato e disparou: “Me surpreende essa posição do deputado Afonso Florence, porque de pirataria o governo estadual que ele representa entende bem. Tem investimentos que o governo do estado não bota um real e faz propaganda na televisão. Neto está deixando ele desnorteado com o que tem feito na capital com recursos próprios como a Orla de Tubarão, de São Tomé de Paripe, tudo com recursos da prefeitura”. “Eu deixo a pergunta, qual é o programa social única e exclusivamente financiado pelo governo estadual? Pegam programas federais e anunciam como se fossem deles”, disse o líder democrata à Tribuna, insinuando que o deputado petista “tem andado muito ocupado em Brasília e muito pouco em Salvador”.

Por: Tribuna da Bahia

Facebook Comments