Data de Hoje
24 January 2022

Eduardo Bolsonaro diz que o Brasil estaria numa ditadura se PT tivesse vencido as eleições

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, atacou neste sábado (23.fev.2019) os governos do PT por terem apoiado os líderes venezuelanos Hugo Chávez (1954-2013) e Nicolás Maduro.

Eduardo compartilhou 1 post que contém 1 vídeo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao lado de Chávez e culpou os petistas pela crise na Venezuela. Segundo ele, o PT ajudou ao exportar “desarmamento, marketeiros políticos corruptos, superfaturando obras com dinheiro do BNDEs”.

Eduardo Bolsonaro

@BolsonaroSP

É claro que ia dar errado. Ajudamos o sistema de Chávez e Maduro exportando para eles desarmamento, marketeiros políticos corruptos, superfaturando obras com dinheiro do BNDSe etc. E ainda hoje há esquerdista que defende o narcoditador @NicolasMaduro ! ‍♂️

Manoel Gontijo@manoelmsgontijo

O sofrimento do povo venezuelano começou com esses dois tiranos. Foram eles que criaram a ditadura da Venezuela e tornaram possível a fome, a miséria e a opressão nesse país. O PT é co-responsável pela implantação do comunismo na Venezuela. #VenezuelaGritaLibertad

Vídeo incorporado

3.163 pessoas estão falando sobre isso

TENSÃO NA FRONTEIRA COM A VENEZUELA
Em uma ação coordenada com outros países, Guaidó comprometeu-se a fazer chegar ajuda humanitária na Venezuela a partir de diversos locais na fronteira neste sábado (23.fev.2019).

O governo brasileiro mandou 1 caminhão com alimentos básicos –arroz, feijão, café, leite em pó, açúcar e sal– e kits de primeiros-socorros.

As doações serão transferidas por caminhões venezuelanos até Pacaraima. Até a noite desta 6ª feira, havia apenas 1 caminhão do país vizinho na base de Boa Vista para transportar as 200 toneladas de alimento. Os caminhões serão escoltados pela Polícia Rodoviária Federal.

“O limite de ação do governo brasileiro é a fronteira por questão de segurança neste comboio. Adentrando o território venezuelano, a responsabilidade é do [autoproclamado] presidente Guaidó”, disse Rêgo Barros.

Nessa 6ª feira, soldados venezuelanos atiraram contra civis a cerca de 70 km da fronteira da Venezuela com o Brasil. O confronto deixou ao menos 2 mortos e 15 feridos.

Facebook Comments