Data de Hoje
21 February 2024
Foto: Reprodução

Eleitores enfrentam fila quilométrica na sede do TRE-BA no último dia do recadastramento biométrico

Como nos últimos dias, a sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), em Salvador, amanheceu lotada nesta quarta-feira (31), prazo final para os eleitores realizar o recadastramento biométrico.

Quem chegou cedo ao local garante que a fila se aproximava da Avenida Paralela, nas primeiras horas dia. “Cheguei aqui por volta das 4h20 e a fila estava dando várias voltas lá fora”, declarou o técnico de enfermagem Messias Santos, que já tinha tentado fazer o procedimento outras duas vezes. “Essa é a terceira vez que venho aqui. Das outras vezes fui embora porque me assustei com o tamanho da fila, mas me arrependo, porque se eu tivesse ficado estava livre disso aqui”, lamentou.

Quem também chegou cedo à sede do TRE foi a dona de casa Maria Silmaria. Revoltada com a demora do atendimento, ela conta que já tinha ido outras vezes ao posto instalado na estação ferroviária da Calçada, mas não conseguiu realizar o cadastro das digitais. “Eu sair de Paripe era 5h. Isso aqui é uma humilhação. Na hora do voto é uma coisa e a situação aqui é totalmente diferente. Crianças e idosos em pé na fila. É uma vergonha”, desabafou.

Já na fila da prioridade, a aposentada Rosália Pinheiro, de 65 anos, contou que apesar de não ser obrigada a votar, decidiu fazer o procedimento temendo perder o benefício da aposentadoria. “Eles estão colocando tanto medo na gente, que vamos perder isso e aquilo, daí eu decidir vir para não perder a minha aposentadoria”, disse.

Além da sede do órgão, localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), grandes filas se formaram também em outros locais onde o procedimento está sendo realizado, como nas estações de metrô de Pirajá e Bonocô e a estação ferroviária da Calçada. Em todas as unidades, o policiamento foi reforçado para evitar qualquer tipo de confusão.

De acordo com o TRE-BA, até a terça-feira (30), 74% dos eleitores já fizeram a biometria na capital baiana. Na Bahia, o número de biometrizados é de 52,78%.

Por Gilberto Júnior/BNews