Data de Hoje
23 September 2021

Em Salvador, bancários fazem assembleia e decidem continuar em greve

Uma nova assembleia foi marcada para as 18h da segunda-feira (19)

Os bancários de Salvador decidiram em assembleia nesta terça-feira (13) continuar greve iniciada há uma semana. Segundo o Sindicato dos Bancários, não houve nova proposta da Federação Brasileira de Bancos (Fenaban) e, portanto, a paralisação continua por tempo indeterminado. Segundo o sindicato, a greve afeta o funcionamento de 891 agências em toda Bahia, sendo 189 em Salvador.

Uma nova assembleia foi marcada para as 18h da segunda-feira (19). Nesta quarta-feira, para pressionar os bancos e aumentar a mobilização, os bancários fazem uma manifestação a partir das 9h nas agências do Comércio. A concentração será no Bradesco.

O Comando Nacional dos Bancários se reúne amanhã a partir das 14h, em São Paulo, para conversar sobre a greve. Segundo a categoria, a última proposta da Fenaban é de 25 de setembro, de antes da paralisação, quando foi oferecido reajuste salarial de 5,5% e abono de R$ 2,5 mil, proposta classificada pelos bancários de “desrespeitosa”.

Os bancários também pedem participação nos lucros equivalentes a três salários mais R$ 7.246,82.

Em nota, a Fenaban informou que continua aberta às negociações e que a proposta apresentada às lideranças sindicais prevê a participação nos lucros dos bancos, de acordo com uma fórmula que, aplicada, por exemplo, ao piso de um caixa bancário, de R$ 2.560,00, pode garantir até o equivalente a quatro salários.

Quanto à participação nos lucros, a entidade propõe a distribuição de 5% a 15% do lucro líquido aos bancários, como regra básica, além da parcela adicional que distribui mais 2,2% do lucro de cada instituição.

Consumidores

Com a greve, os consumidores devem ficar atentos ao pagamento de faturas, boletos bancários e outros tipos de cobrança. Segundo o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) de São Paulo, embora a greve não afaste a obrigação do consumidor de pagar as contas até o vencimento, a empresa credora tem que oferecer outras formas e locais para que as quitações sejam feitas.

Para não ser cobrado de encargos (juros e multa) e ter o nome enviado a serviços de proteção ao crédito, a recomendação do Procon é que o consumidor entre em contato com a empresa e peça opções de formas e locais de pagamento, como internet e casas lotéricas.

Esse pedido deve ser documentado, ou seja, guardada a cópia do e-mail enviado ou anotado o número do protocolo de atendimento, orienta a entidade. Assim, caso o fornecedor não oriente sobre a quitação do débito, o consumidor pode fazer a reclamação ao Procon.

A Fenaban lembra que a população tem à disposição caixas eletrônicos, internet banking, aplicativos do banco no celular, operações bancárias por telefone e também pelos correspondentes (agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais) como alternativas para fazer transações financeiras.

Nos caixas eletrônicos, os saques noturnos são limitados a R$ 300,00 e o valor para saque diurno varia conforme a instituição. Quem tem benefícios para serem sacados, segundo a Fenaban, pode fazer saques por meio da rede de caixas eletrônicos 24 horas e caixas eletrônicos dos bancos.

Por: Correio

Facebook Comments