Data de Hoje
21 October 2021

empresa suspeita de superfaturamento em SP está perto de vencer licitação na Embasa

Investigada por indícios de superfaturamento em um contrato que causou prejuízo de R$ 28 milhões à prefeitura de São Paulo, a Call Tecnologia está prestes a vencer a licitação para operar o serviço de teleatendimento aos consumidores da Embasa. No último dia 16, a empresa foi declarada arrematante no pregão eletrônico aberto em 17 de agosto. Com lance de R$ 9,35 milhões, a Call Tecnologia apresentou o quarto maior preço entre as seis concorrentes. No entanto, as três primeiras colocadas, duas delas reconhecidas no mercado de call center, acabaram desclassificadas pela comissão de licitação da Embasa, mesmo com propostas de até R$ 1,3 milhão mais baratas. Em setembro do ano passado, a Call foi citada em um relatório da Controladoria-Geral do Município de São Paulo, que apontou artifícios usados para inflar a cobrança sobre a operação do Serviço 156, tipo de ouvidoria da prefeitura. As suspeitas resultaram na abertura de uma CPI na Câmara de Vereadores da capital paulista.

Bebê precoce
Apesar de recém-nascida, a  Rede Sustentabilidade já pensa como gente grande. Para 2016, o plano do partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva é disputar a prefeitura de Salvador e das 20 maiores cidades do interior do estado. Como tem a simpatia do eleitorado de esquerda, a legenda pode converter a desilusão com o PT em votos. Ao mesmo tempo, a Rede carrega o verniz do “novo”, elemento que os marqueteiros identificam como trunfo para as próximas eleições, sobretudo a partir de 2018.

Pista dupla
Embora evite falar sobre filiação de políticos até o congresso nacional em novembro, a cúpula da Rede mantém conversas avançadas com um dos principais nomes do PT baiano, o senador Walter Pinheiro. Tanto o petista quanto a coordenação estadual da sigla negam publicamente qualquer negociação. Em reservado, o papo é outro. Dos dois lados é alto o interesse. Para o senador, que pôs um pé fora do PT,  a Rede tem o figurino ideal. Para a legenda, Pinheiro possui como armas o recall entre eleitores e o assento no Congresso.

Secretária joga duro
Substituta de Alexandre Pauperio na Secretaria de Gestão de Salvador, a economista e auditora fiscal do estado Sônia Magnólia Lemos é conhecida entre colegas como “Dama de Ferro”, apelido da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, conhecida pela austeridade e rigidez na administração. Pesou na sua escolha a boa avaliação que teve no comando do Planserv de 2007 a 2015 e na gestão do Fundo Estadual da Saúde, além de passagens pela Junta Comercial da Bahia, Embasa e Bahiafarma. Entre suas características mais reconhecidas, está a capacidade de detectar irregularidades financeiras e contábeis.

Longe do fogo
As dificuldades da presidente Dilma Rousseff (PT) para fechar a reforma ministerial foram vistas com alívio pela base governista no estado.  Como a presidente adiou para terça a viagem que faria hoje a Barreiras, escapou de desembarcar em meio à maior onda de incêndios da história do Oeste baiano.

Pé de ouvido
Mesmo com o enterro da fusão entre DEM e PTB, o prefeito ACM Neto e o deputado Benito Gama continuam na troca de figurinhas sobre política. Na noite da última terça, ambos travaram uma animada conversa nos corredores da Câmara, em Brasília. Em pauta, a crise no Planalto.

“O governo diz que está ampliando o atendimento hospitalar no interior, mas não faz o dever de casa, que é o pagamento regular dos serviços que ele contrata.”

Alan Sanches, deputado estadual, ao criticar um suposto calote nos salários dos profissionais que atuam no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus

Por: Jairo Costa/ redebahia

Facebook Comments