Data de Hoje
6 May 2021
Foto: Varela Notícias

Entulho e lixo assustam moradores e banhistas da praia do Costa Azul

A Praia do Jardim de Alah, apontada pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) como uma entre as 37 praias impróprias para o banho, tem no lixo como uma das justificativas para a situação na qual se encontra.

Após o período chuvoso, a quantidade de detritos acumulados próximo à saída do canal Camarajipe, na orla do bairro de Costa Azul, chega a assustar a população. Objetos feitos de material plástico, capacete de motocicleta, lixo orgânico e brinquedos são facilmente identificados por que passa pelo local.

O mau cheiro e os animais que reviram o lixo são motivo de reclamação entre transeuntes. “Como é que pode uma cidade como Salvador ter urubu voando e revirando lixo em uma praia, gente?! Não existe programação para limpeza? É praticamente impossível suportar o fedor dessa praia. Quando bate um vento forte não tem quem aguente”, reclama Rebeca Almeida.

Quem é responsável?

Em contato com o  site Varela Notícias, a Limpurb informou que “o lixo que boia água vem do rio e a limpeza do mar não é responsabilidade da Limpurb”. Embora deixe claro que ações de higienização são feitas nas praias diariamente, por volta das 6h. Também explicou que no local, por ser de difícil acesso, “é preciso esperar a maré baixar para dar início a uma ação em um horário específico”.

Responsável pelo tratamento da água do rio que nasce no bairro de Boa Vista do São Caetano, passa pela região do antigo Iguatemi e deságua entre o Jardim dos Namorados e Jardim de Alah, a Embasa informou que a “manutenção e limpeza de canal de drenagem, assim como limpeza urbana, é de responsabilidade da Prefeitura”.

Click Notícias

Facebook Comments