Data de Hoje
18 October 2021
Foto: Reprodução

Everaldo critica Festival da Cidade: “um exagero”

Na terça-feira (8), a Prefeitura de Salvador anunciou a programação do Festival da Cidade, que será realizado entre 27 de março e 3 de abril, com a intenção de comemorar os 467 anos do Município. No entanto, os oito dias de festa não vêm agradando a oposição à gestão do prefeito ACM Neto.

Para o vereador Everaldo Augusto (PCdoB), a celebração da data é necessária, mas da forma que foi apresentada é excessiva. “Aqui há um exagero muito grande, ainda mais que a gente saiu agora de um carnaval de 15 dias”, frisou, citando São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, que realizam comemorações moderadas.

O comunista ainda alerta para um festival produzido no período chuvoso, que requer atenções em outros setores. “O pior é que as chuvas estão chegando, cadê as obras para poder evitar [deslizamentos]?”, questionou em entrevista ao programa Balanço Geral, na Rádio Sociedade.

Ao criticar a postura da gestão municipal diante do surto do Aedes aegypti, Everaldo ironizou a falta de recursos sinalizada ante a prioridade festiva.

“Nós temos um problema grave, porque a prefeitura não consegue dar conta de sua responsabilidade no combate à Zika, questão de greves, e assim por diante. Há uma contenção de orçamento na Prefeitura em todas as secretarias, é uma queixa geral, então, se está faltando recurso para tudo isso, por que gastar rios de dinheiro para fazer 7 (8) dias de festa?”, voltou a questionar.

De acordo com o presidente da Saltur, Isaac Edigton, a iniciativa privada irá injetar R$ 800 mil do total de R$ 1,5 milhão no Festival da Cidade.

Por Bocão News
Facebook Comments