Data de Hoje
17 June 2021

Ex-atacante do Galícia desabafa: ‘Conseguimos o acesso e até hoje não me pagaram’

O Galícia passou 14 anos fora da elite do futebol baiano. O retorno aconteceu em 2013 e com título, quando faturou a Segunda Divisão estadual. O atacante Alemão Williams, que fez parte do time que subiu e terminou como artilheiro com seis gols marcados, lembra-se do clube azulino com alegria e tristeza ao mesmo tempo. O entusiasmo é por ter ajudado a conquistar o acesso , após uma longa fila. Já o dissabor, segundo ele, é pela falta de pagamento do seus vencimentos. “Fiz parte de um time maravilhoso, onde fui artilheiro. Todos estavam unidos em colocar o Galícia na Primeira Divisão. Um clube de tradição, que não merecia estar fora da elite. Me identifiquei bastante com o Galícia e fiquei feliz com o objetivo conquistado. Mas o problema é a diretoria. Conseguimos acesso e até hoje não me pagaram”, disse o atleta, em entrevista ao Bahia Notícias. De acordo com Alemão, o salário dele foi fechado por partidas disputadas. “São cinco jogos que me devem. Um da primeira fase, dois jogos da semifinal e dois da final. Mesmo assim, todos foram para os jogos e cumprimos nossa parte. Mas depois nunca mais deram notícia. Liguei insistentemente para Dario Rego [presidente do clube] e ele não me atendia de jeito nenhum. Mudei o número, quando ele descobriu que era eu me bloqueou até no WhatsApp. Isso é um absurdo. Nem uma satisfação ele me deu”, esbravejou. O Bahia Notícias tentou o contato com mandatário do clube azulino, para comentar o assunto, mas assim como Alemão, não obteve sucesso. Atualmente, o atleta de 30 anos defende o Alto Santo-CE. Ele ainda acumula passagens pelo Sport, América-RN, Petrolina-PE, Serrano, Crato-CE, Flamengo de Guanambi e Salgueiro-PE

Facebook Comments