Data de Hoje
21 February 2024

Familiares afirmam que corpo carbonizado encontrado em Mapele é do sargento da PM

Familiares do Sargento Mario Correia da Silva, 46 anos confirmaram nesta quinta-feira (29/03) que o corpo encontrado carbonizado dentro de um veículo  próximo à rotatória de Mapele, distrito de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador (RMS) é mesmo do policial aposentado.

Segundo a família do policial, ele teria saído de casa no bairro de Cajazeiras, na capital baiana com destino a cidade de  São Sebastião do Passé, onde buscaria os pais para uma consulta médica. No caminho ele teria sido surpreendido por bandidos armados que após balear o sargento o levaram até a região do Centro Industrial de Aratu onde o corpo foi encontrado carbonizado.

A família teria chegado a conclusão que se tratava do corpo de Mario Correia, pois ele não chegou na casa dos pais em São Sebastião do Passé e o veículo da marca Toyota, branco, placa BKO 1261, com licença de Salvador encontrado queimado pertencia a ele. Os familiares estiveram no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) na manhã desta quinta-feira (29) para dar início ao processo de reconhecimento do corpo.

O policial da reserva, Mario Correia da Silva era pai de três filhos e a família informou não ter nenhuma suspeita sobre o fato.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) informou, por meio de sua assessoria, que o corpo vai ser periciado pela Coordenação de Antropologia da pasta. Lá, uma equipe vai iniciar o processo de necropsia detalhada, que não é como o processo tradicional. Os peritos, conforme informou o DPT, vão avaliar qual o processo mais adequado para identificar a vítima, levando em consideração o grau de carbonização do cadáver. O processo de identificação pode ocorrer por meio de impressão digital, análise da arcada dentária ou DNA.

Investigações

Segundo a Polícia Civil, informações preliminares dão indicativos de Mário foi surpreendido por bandidos, que fizeram uma barricada na Avenida Dois de Julho, em Águas Claras, já na saída para a BR-324, que dispararam contra o policial. A polícia informou que o corpo encontrado estava no interior do veículo.

A autoria e motivação do crime estão sendo investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).