Data de Hoje
14 June 2021

Festas de São João geram 40 mil empregos na Bahia

  • Festas juninas movimentam comércio e setor de turismo do interior e da capital

Cerca de 40 mil vagas de trabalho temporário devem ser geradas no próximo mês em todo o estado – a maior parte delas, aproximadamente 30 mil, com a realização de festas particulares de forró. Segundo dados do Sindilojas, junho é considerado o quarto melhor mês em vendas para o comércio lojista – atrás do Natal, Dias das Mães e a Liquida Salvador -, e o crescimento este ano, em número de contratações extras, deve ser da ordem de 2%, ou perto de 10 mil entre a capital e o interior.

De acordo com Diego Lomanto, presidente da União das Festas de Forró – entidade que reúne os 13 principais eventos, entre eles o Forró do Piu-Piu (Amargosa) e o Forró do Bosque (Cruz das Almas) -, são cerca de 60 arrasta-pés particulares no estado, para um público estimado em 400 mil pessoas.

Segundo Lomanto, por evento (os de maior porte), são geradas cerca de mil vagas diretas, e mais mil ou dois mil de maneira indireta. Em festas menores, ele diz, o número de contratados fica entre 200 e 500.

Ainda segundo o empresário, as principais oportunidades são para músico; segurança, atendente de bar; pessoal de apoio à produção; alimentação; agente de portaria; posto médico; brigada contra incêndio; limpeza; sonorização e iluminação; montagem e desmontagem de estruturas.

A dica de Diego Lomanto para os interessados em trabalhar é buscar empresas de terceirização de mão de obra nos municípios, ou mesmo ir aos locais dos eventos.

"As festas também movimentam empresas de confecção (que fabricam camisetas para as festas), ambulantes, o comércio local, venda de tíquetes, agência de turismo. Tem cidade, como Itiruçu, por exemplo, que com oito mil habitantes, num evento destes chega a contratar 10% da população, ou seja, cerca de 800 pessoas. O investimento é alto e movimenta a economia do estado como um todo, gerando emprego e renda", conclui.

Alta no faturamento

Segundo o presidente do Sindilojas, Paulo Motta, por causa do São João e do Dia dos Namorados, normalmente o aumento da contratação em junho fica em torno de 7%, 8%. Mas neste ano, por conta da Copa do Mundo, a previsão é que as contratações sejam menores, "exatamente por causa da demanda, que deve diminuir com os jogos.

Diretora da Veromundo Viagens e Turismo – pioneira no chamado serviço de "bate e volta" de grandes eventos -, Léa Souza afirma que o São João representa 40% de todo o faturamento anual da empresa e que, no período, chega a contratar até 300 profissionais extras, entre motoristas, coordenadores, guias, equipe de atendimento e vendas, promotoras, seguranças, entre outros.

Segundo o presidente do Conselho Baiano de Turismo, Sílvio Pessoa, bares, restaurantes e hotéis –  embora não divulguem os números de postos – também costumam contratar mais nesta época do ano, entre garçons, ajudantes de cozinha e camareiras.

Facebook Comments