Data de Hoje
21 September 2021

Fluminense campeão sem Fred. Coincidência ou só acaso?

A torcida do Fluminense não quer nem saber.

Os tricolores comemoram pelos quatro cantos o título da Primeira Liga. Admito que fiquei surpreso com a invasão dos torcedores depois do jogo. Uma euforia explicável, pela carência, mas exagerada pela importância da competição.

Contestado por boa parte da mídia, ignorado pelo futebol paulista e boicotado pela Federação do Rio de Janeiro, o torneio ainda tem futuro incerto.

Fato é que o Fluminense escreveu seu nome na (curta) história da competição.

A final contra o Atlético-PR teve casa cheia na final em Juiz de Fora, algo raríssimo nos jogos do campeonato carioca disputados na cidade do Rio.

Venceu quem procurou mais a vitória nos 90 minutos e quem foi mais audacioso, caso de Levir Culpi.

Quando tudo caminhava para a decisão por pênaltis, o que seria injusto aquela altura, Marcos Junior fez o gol que daria o título ao Fluminense.

Querendo ou não, discutido pela ausência de grandes clubes do país ou simplesmente desvalorizado pelos rivais diretos, a conquista dá moral ao Fluminense antes da semifinal contra o Botafogo.

O resultado porém deixa uma questão no ar:

Sem Fred o Fluminense joga melhor? Foi apenas mais uma coincidência ou só acaso?

Existe aqueles que defendem a saída do capitão e defendem a tese de quem sem ele em campo o time rende muito mais. Fica solto, leve e sem pressão nos mais jovens.

É um bom tema.

Duvido muito que Levir Culpi tenha coragem de deixar Fred de fora do jogo de domingo contra o Botafogo.

De qualquer maneira será uma boa oportunidade de ver como o Fluminense se comportará com ele de volta. Na última vez que entrou em campo, o time perdeu a Taça Guanabara para o Vasco.

Coincidência ou só acaso?

Facebook Comments