Data de Hoje
11 May 2021
Este ano, Vila Gastronômica também vai funcionar em Ondina. Food trucks vão ficar na Rua Nossa Senhora de Fátima, em frente ao colégio Isba (Foto: Marina Silva/Correio)

Food trucks estarão na Barra e em Ondina durante o Carnaval

Após sucesso da Vila Gastronômica na Barra, no Carnaval passado, o projeto agora vai se estender para Ondina

Quatro quilômetros e meio de corrida atrás do trio exigem, no mínimo, uma reposição de energias. Pode ser pipoca, sanduíche, churrasquinho, picolé ou, por que não, tapioca, escondidinho, yakissoba, pizza, batata frita.

No Carnaval deste ano, além de ‘forrar o estômago’ na concentração dos trios, o folião vai poder contar com mais uma Vila Gastronômica no final do circuito Barra-Ondina. No total, serão 15 pontos de food trucks – sete na Barra e oito em Ondina.

No cardápio, além dos itens já citados, tem hambúrguer, tapioca, massas, salgados, temaki, pastéis, churros, milk-shakes, crepes e até coxinhas. Os preços variam de R$ 8 a R$ 20 e os trailers aceitam pagamento em espécie e com cartão de débito.

De acordo com o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, a experiência que deu certo no Carnaval do ano passado e também no Réveillon foi expandida este ano. Agora, além de uma Vila Gastronômica na Barra, ao lado do Farol, outra vai ser montada na Rua Nossa Senhora de Fátima, em Ondina, em frente ao Colégio Isba.“Diante de tudo que aconteceu no ano passado, a gente viu que dava para fazer uma segunda vila no ponto do desmonte dos trios, na chegada dos blocos”, explicou Isaac.

“O pessoal já chega faminto e é mais uma oportunidade para que o folião vá se alimentando no final do circuito com toda a qualidade que os food trucks vêm mostrando nos eventos que têm feito”, completou.

Pré-carnaval

Na Barra, a Vila Gastronômica já começa a funcionar com os food trucks a partir da próxima sexta-feira (29). É a véspera do pré-Carnaval, que acontece na Barra no sábado (30), com o desfile do Fuzuê, e domingo (31), com o Furdunço. Já em Ondina, a Vila começa a funcionar oficialmente no dia 4 de fevereiro, quinta-feira de Carnaval. A abertura será sempre às 14h e seguirá até o final da festa todos os dias – só desmontam na Quarta-Feira de Cinzas.

De acordo com a presidente da Associação dos Food Trucks e Comidas de Rua da Bahia, Alessandra Hattori, dona do Leka Truck, foi a própria associação quem sugeriu à prefeitura que montasse uma segunda vila em Ondina.

Segundo ela, não é difícil montar um segundo espaço porque os trailers apenas estacionam no local, não precisam de outras instalações. A seleção dos 15 food trucks que irão atuar no Carnaval foi feita a ‘quatro mãos’ – pela associação em parceria com a Saltur.“Como a operação é delimitada pelo espaço físico, esta foi a definição. A escolha se baseou nos produtos que tinham dentro da associação e tentou montar uma praça com várias alternativas para o folião”, explicou Alessandra.

No Carnaval de 2015, Vila Gastronômica funcionou ao lado do Farol da Barra e também teve food trucks (Foto:Divulgação/Agecom)

No Carnaval de 2015, Vila Gastronômica funcionou ao lado do Farol da Barra e também teve food trucks (Foto:Divulgação/Agecom)

Segurança Alimentar

Além dos 15 food trucks, outros 2.837 ambulantes também foram licenciados para trabalhar durante os dias de folia, vendendo comidas e bebidas (veja ao lado).Mas para a presidente da associação dos food trucks, Alessandra Hattori, a segurança alimentar é a maior vantagem dos produtos de lá.

“A gente oferece segurança alimentar, preço justo e a própria modernidade que é o food truck no Brasil e no mundo. O turista acha uma coisa descolada, bacana, uma alternativa 100% confiável”, defendeu.

O chef Diego Leone, do Spacca Street Food, que vai estar na Barra vendendo hambúrgueres de R$ 8 a R$ 20, também faz propaganda. “É um ponto bacana com toda a segurança alimentar, todo mundo trabalhando de luva, direitinho”.

Quem também vai participar da Vila, mas em Ondina, é o Sertão Gourmet. A proprietária, Dagmar Oliveira, tem 17 anos de experiência em comida de rua e vai vender beijus, escondidinho, arrumadinho e calzones a partir de R$ 8.

O presidente da Saltur, Isaac Edington, assegurou que tudo será acompanhado pela vigilância sanitária.

RTEmagicC_foodtruque03.jpg

Por Clarissa Pacheco/Correio
Facebook Comments