Data de Hoje
21 February 2024
Foto: Reprodução

França corre risco de ataques com armas químicas e biológicas, diz primeiro-ministro

Em discurso no Parlamento, Manuel Valls defendeu proposta de estender estado de emergência no país por três meses

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, disse na manhã desta quinta-feira que a França pode ser alvo de ataques com armas químicas e biológicas. Em discurso feito no Parlamento, ele defendeu a proposta de estender o estado de emergência no país por três meses e anunciou a criação de uma nova organização para conter a radicalização de jovens no país. “Não podemos descartar nada. Digo com toda a precaução necessária. Sabemos que também há um risco de armas químicas ou biológicas”, disse.

O primeiro-ministro ainda afirmou que o terrorismo atingiu a França “não pelo que o país está fazendo no Iraque e na Síria, mas pelo o que ele é”. “Nós estamos em guerra, mas não o tipo de guerra com a qual estamos acostumados. É uma guerra cuja frente está em mudança constante e que encontra formas de entrar na nossa vida cotidiana”, afirmou Valls. Segundo ele, prevenir que jovens franceses se radicalizem é mais importante do que focar nas pessoas que voltam da Síria para combater o terrorismo na França.

Por Veja