Data de Hoje
25 September 2021

Galeria a Céu Aberto expõe obras de Iraquitan Sá no Terreiro de Jesus

Quem transitar no Terreiro de Jesus vai ter mais uma atração para apreciar. A Galeria a Céu Aberto, com obras do artista plástico Iraquitan Sá fotografadas por Saulo Kaiuma, foi aberta nesta quinta-feira (17) e ficará instalada no local até 30 de novembro. A atividade é coordenada pela Fundação Gregório de Mattos (FGM) e integra a programação cultural do programa Pelourinho Dia e Noite, um programa lançado pela Prefeitura de Salvador que tem o objetivo de revitalizar o local com atividades de fortalecimento da cena cultural e econômica da região, associadas a intervenções urbanísticas, sociais e educativas e estímulo ao empreendedorismo.
 
A abertura contou com uma performance  do grupo musical Transcendental que se apresentou para o público presente. Na mostra, o público pode ter acesso a obras de Iraquitan Sá que retratam o Centro Histórico de Salvador, em homenagem aos 30 anos de tombamento da região como Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).  “Essa iniciativa é muito importante porque aumenta a comunicação entre a obra e o público, possibilitando o julgamento de um grupo mais diversificado de pessoas”, afirmou o artista.
 
A Galeria a Céu Aberto tem como objetivo dar visibilidade ao trabalho desenvolvido por artistas que moram no Centro Histórico. As fotografias estão disponíveis ao público através de galhardetes dispostos em postes da região, sendo que a cada bimestre um artista será homenageado  em um local diferente.  “A ideia é valorizar os artistas daqui e divulgar os seus trabalhos, que ficam muito restritos às galerias e ateliês. O Centro Histórico é um local de grande convergência de artistas plásticos e não tinha como pensar o Pelourinho Dia e Noite sem um enfoque especial para as artes visuais”, afirmou o presidente da FGM, Fernando Guerreiro.
 
Iraquitan Sá – Nascido e criado no Pelourinho, o artista descobriu sua habilidade na década de 50, quando a capital baiana recebia diversos artistas estrangeiros. Nesse período, ainda menino, observava o trabalho dos pintores. Integrante de uma família de sete filhos, seu pai era hoteleiro e trabalhava em campanhas políticas pintando faixas de publicidade, e as pinceladas do coroa chamavam a sua atenção. Mais tarde, fez um curso de restauro de bens culturais oferecido pelo Instituto do Patrimônio Artístico Cultural da Bahia (Ipac), tornando-se responsável pelo restauro da Igreja do Rosário, e então resolveu se profissionalizar nas artes plásticas. Participou do Ateliê Sete e da Galeria do Beto, locais muito conhecidos no meio cultural soteropolitano.
 
Em 1977, fez sua primeira exposição, promovida pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac). Em 1982, o escritor Jorge Amado, amigo e entusiasta pela sua arte, levou uma exposição do artista para Portugal. A amizade rendeu muitos frutos, como a ilustração da capa do livro “O Sumiço da Santa” na versão em francês. Abriu um ateliê no Hotel Pelourinho na década de 80, onde até hoje desenvolve seu trabalho, sendo reconhecido no cenário nacional e internacional. Suas obras integram coleções particulares em países, como França, Itália, Israel, Rússia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, entre outros.
 
O público interessado em adquirir as peças expostas na galeria deve entrar em contato com o artista pelo número (71) 9187-0270  e retirar as telas na sua galeria, localizada no Hotel Pelourinho, na Rua das Portas do Carmo, n° 20 – Pelourinho.
Fonte: AGECOM/Foto: Arquivo Click Notícias
Facebook Comments