Data de Hoje
18 October 2021

Glover Teixeira desafia Jon Jones pelo cinturão neste sábado

  • Campeão meio-pesado, Jones (à dir.) encara Glover na pesagem do UFC 172

Trinta e quatro anos de vida, 12 como profissional de MMA e dois de UFC, com direito a um cartel de cinco vitórias em cinco lutas no maior evento de lutas do planeta. Agora, é chegado o grande momento da carreira do mineiro Glover Teixeira.

Na madrugada de domingo, 27, em luta prevista para começar por volta das 1h (horário da Bahia), em Baltimore (EUA), o brasileiro encara o praticamente imbatível Jon Jones, 26 anos, tido como um dos maiores lutadores da história do MMA. O combate vale pelo cinturão dos meio-pesados do UFC.

A pedreira para Glover é que, não bastasse Jon Jones ser o maior astro do MMA na atualidade, ele nunca foi batido em uma luta. Sua única derrota foi pelo torneio The Ultimate Fighter 10 Finale, em 2009, quando, na verdade, foi considerado perdedor por dar uma cotovelada considerada ilegal no adversário, Matt Hamill.

De resto, o americano venceu os  19 combates que fez.  Deles, 13 pelo UFC, evento do qual detêm o cinturão dos meio-pesados desde que bateu o brasileiro Maurício Shogun no dia 19 de março de 2011. De lá para cá, já foram seis defesas. Dentre elas, dois contra brasileiros. Lyoto Machida caiu em 10 de dezembro de 2011 e Victor Belfort, em  22 de setembro de 2012.

Dessa forma, Jones se dá ao direito até de menosprezar um pouco seu próximo adversário. "Não tenho nenhuma preocupação quanto ao Glover. Nada me deixa preocupado. Penso apenas que tenho de ir lá e fazer o que sei: mostrar o quanto sou bom. Só isso", disse.

Na verdade, para Jon Jones, o grande rival brasileiro de sua carreira é outro. Muitos consideram Anderson Silva, que fez 10 defesas de cinturão em sequência, o maior da história do UFC. É este o posto que o americano quer tomar para si.

"Na minha opinião, o Anderson é o maior de todos os tempos. E o meu objetivo é esse: superá-lo. Bater seu recorde seria um grande passo para que eu me torne o melhor de todos", emendou.

A esperança brasileira é que Glover Teixeira está em excelente forma e vem de 20 vitórias consecutivas. E, mesmo sendo o azarão da luta, esbanja confiança em derrubar o campeão.

"Sou um lutador completo. Tenho confiança no meu wrestling, no meu jiu-jítsu e no meu poder de nocaute. Acredito que, quando minha mão entrar, vai fazer  diferença. Quando eu acertar a 'mãozada' nele, ele vai entrar em pânico. Eu estou confiante. Ser campeão do UFC é um sonho que eu vou concretizar", afirmou o  mineiro.

Além de Glover, o Brasil será representado no evento pela paraibana Bethe Correia, que vai fazer um duelo de invictas contra a americana Jessamyn Duke. Será a segunda luta de Bethe no UFC. Na primeira, a vitória foi sobre Julie Kedze, em dezembro passado.

A edição 172 do Ultimate está marcada para começar às 20h deste sábado.

Vídeo: Glover conversa com fãs sobre a luta

 

 

Confira as lutas da noite do UFC 172

CARD PRINCIPAL

Jon Jones/EUA × Glover Teixeira/BRA, (meio-pesado)

Phil Davis/EUA × Anthony Johnson/EUA (meio-pesado)

L. Rockhold/EUA × T. Boetsch/EUA (médio)

Jim Miller/EUA × Y. Medeiros/EUA (leve)

Max Holloway/EUA × Andre Fili/EUA (pena)

CARD PRELIMINAR

J. Benavidez/EUA × Tim Elliott/EUA (mosca)

T. Gomi/JAP × I. Vallie-Flagg/EUA (leve)

Jessamyn Duke/EUA × Bethe Correia/BRA (galo feminino)

Vagner Rocha/BRA × J. Ellenberger/EUA (leve)


D. Castillo/EUA × C. Brenneman/EUA (leve)

C. Beal/EUA × Patrick Williams/EUA (Galo)

Facebook Comments