Data de Hoje
27 October 2021

Goleada: Seleção Brasileira atropela Panamá em penúltimo amistoso antes da Copa

Democrático, time teve gol de jogadores que já defenderam a dupla BaVi

Demorou, mas a torcida brasileira pode rever a Seleção há pouco mais de uma semana na estréia na Copa do Mundo, dia 12, contra a Croácia, que já chegou ao país nesta terça-feira (03).

gkjhkjl

Jogando em Goiânia, a equipe do técnico Luís Felipe Scolari foi bem recebida pela torcida. Estádio Serra Dourada lotado, o Brasil pegou o Panamá, que quase conseguiu vaga para a Copa, e que tem um estilo de jogo semelhante ao do México, adversário da Seleção na primeira fase do mundial.

No primeiro tempo, o Panamá engrossou o caldo e neutralizou algumas articulações da Seleção Brasileira. Também tímidos, alguns jogadores como Neymar, Hulk e Fred ainda não estavam “no jogo”.

A resistência da equipe panamenha caiu aos 26 minutos, em uma falta cometida em Neymar. Ao bater, o camisa 10 da Seleção mostrou porque é titular na cobrança em pequenas distâncias: bola no cantinho e goleiro tentando defender com a ponta dos dedos. 1×0.

Após o gol, o Brasil chega ao segundo com um lance de um baiano, que defendeu o Bahia nos primórdios da carreira: Daniela Alves fez uma jogada individual, trazendo o jogo para a intermediária até o chute de bico de chuteira. 2×0.

No segundo tempo, o time volta mais solto, com a criatividade que ficou reprimida na etapa inicial do jogo. Mudança traduzida logo, antes de fechar o primeiro minuto na contagem do cronômetro: Hulk, revelado pelo Vitória, recebe passe de Neymar (de calcanhar) e fez 3×0.

Aos seis minutos, Neymar fez grande jogada, mas a defesa panamenha evita o quarto gol. Em um dos poucos lances de ataque, o Panamá leva perigo em uma cabeçada defendida com agilidade por Júlio César: Ele escorregou e teve de ter uma recuperação instantânea para espalmar.

Aos 27, novamente grande jogada do ataque brasileiro: Neymar abre para Maxwell, que cruza para William ampliar a vantagem no Serra Dourada. 4×0.

Logo em seguida, o lance mais bonito do segundo tempo. Neymar recebe livre, a bola sobe demais e ele dá uma linda bicicleta. Impedimento apontado e uma defesa do goleiro impedem da jogada virar um gol de placa.

Como amistoso que é bom tem que ter lambança, essa veio do árbitro boliviano que apitava o jogo. Aos 35, um dos zagueiros panamenhos dá um soco na bola para evitar o gol de William. O “juiz” chega com o cartão vermelho levantado. Mas, por um desses mistérios do futebol que ninguém consegue explicar, ele anula tudo e dá tiro de meta.

Neymar ainda tenta outras vezes, assim como todo o time, se movimentando em busca do quinto gol, com Jô entre os que mais brigaram por isso. Mas ficou no 4×0. O Brasil ainda faz outro amistoso, contra a Sérvia, antes da estréia. Será o teste definitivo antes de ser pra valer na Copa do Mundo.

Facebook Comments