Data de Hoje
27 July 2021
Foto reprodução

Gustavo Ferraz paga fiança para deixar penitenciária da Papuda, em Brasília

O ex-chefe da Defesa Civil de Salvador (Codesal) Gustavo Ferraz entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o comprovante do pagamento da fiança de 50 salários mínimos para deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. O valor havia sido estipulado pelo ministro Edson Fachin, responsável pelos julgamentos da Lava Jato na Suprema Corte. Ferraz é um dos investigados cujas digitais foram identificadas no bunker dos R$ 51 milhões atribuídos ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) e ao deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). O montante estava em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador.

Fachin havia decidido reduzir a fiança de Ferraz e também de Job Ribeiro Brandão, ligado à família dos peemedebistas e assessor parlamentar de Lúcio. A decisão atendeu a pedido dos advogados, que tiveram parecer favorável da Procuradoria-Geral da República (PGR). Após a decisão de Fachin, a fiança de Ferraz passou de 100 para 50 salários mínimos, e a de Job baixou pela segunda vez, agora de 50 salários mínimos para 10, com uma redução de 2/3 para Job devido à “situação econômica ruim” que o investigado demonstrou.

O ministro ainda notificou a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) da Bahia para aplicar tornozeleiras eletrônicas no ex-diretor da Codesal.

Facebook Comments