Data de Hoje
14 August 2022
Foto: Reprodução

Homem afirma não tomar água ou outros líquidos há 3 anos!

Um homem alega ter bebido seu último gole de água, ou qualquer outro tipo de líquido, há três anos.

E, ao contrário do que se imaginaria, ele está bem. Peter Filak, enfermeiro de formação e, atualmente, modelo, diz que bebeu água pela última vez em 5 de maio de 2012. Ele cometeu alguns deslizes nos primeiros dias de sua vida livre de líquidos, ingerindo um pouco de refrigerante e leite achocolatado, mas depois de conseguir controlar seus impulsos, ele baseou-se exclusivamente em frutas e legumes para atender às suas necessidades de nutrição e hidratação.

“Como eu entrei em uma dieta de frutas e legumes crus, eu estaria até hoje acordando de duas a três vezes por noite para fazer xixi. Isso simplesmente não faz sentido para mim. Eu não entendia por que eu tinha que beber toda essa quantidade de água que recomendam”, escreveu Filak em seu site, chamado ‘More Apples a Day’.

O homem de 26 anos simplesmente não acredita mais em hidratação, alegando que produtos químicos, como cloro e flúor, comumente usados ​​para purificar a água potável, são descartáveis para seu corpo. “Mesmo quando você está filtrando a água, você está tirando uma química e colocando outra, especialmente a água filtrada, onde cloro, flúor e todas essas outras coisas são adicionadas a ela”, acrescentou.

A mudança radical do rapaz teria começado quando ele ainda era bem jovem, como um “processo de autoeducação”. Na terceira série ele já havia decidido que nunca iria consumir álcool ou drogas e, mais tarde, tornou-se um vegano, o que não foi tão bem aceito por seus pais, em um primeiro momento. “O consenso geral era de que eu estava sendo um idiota. Quando eu disse aos meus pais que eu era um vegano, minha mãe começou a chorar, meu pai ficou chateado, eles disseram que eu tinha Síndrome Compulsiva Obsessiva e que havia algo seriamente errado comigo. Agora, no entanto, meus pais também são veganos, embora eles ainda consumam líquidos”, contou.

Seu objetivo é chegar aos 150 anos de idade, e para isso, ele acredita em sua dieta controversa. Atualmente, ele sobrevive com 800 a 1.000 calorias por dia, constituídas exclusivamente de frutas e legumes. Há benefícios secundários, bem como, segundo ele, o fato de não passar muito tempo na cozinha, como também não suar ou produzir quaisquer odores desagradáveis.

Embora ele não pregue o seu estilo de vida em seu blog, Filak diz que não repreende alguém que queira adotar o hábito. “Eu sempre digo para as pessoas testarem por si mesmo. Eu era muito cínico por um tempo, chamando todos de idiota. Abracei o que fazia sentido e o que era óbvio para mim. Eu aprendi que não posso forçar minha perspectiva sobre os outros. Eu prefiro que as pessoas se eduquem”, disse ele.

Na verdade, poucas pessoas concordam com ele, muito menos os nutricionistas. “A desidratação é muito grave. A água tem fluoreto, que é importante para a saúde dentária. Ele limpa os nossos paladares, contribui para funções importantes do corpo, ajuda os nossos rins. Eu poderia listar 20 funções críticas”, disse Lisa Sasson, professora da clínica de nutrição da Universidade de Nova York, nos EUA.

Por Jornal Ciência
Facebook Comments