Data de Hoje
21 September 2021

Hospitais da Ufba vão receber R$ 3,8 milhões

  • Cerca de 1.500 pessoas são atendidas no Hospital das Clínicas, diariamente

As duas unidades de saúde  da Universidade Federal da Bahia  (Ufba) vão receber cerca de R$ 3,8 milhões do Ministério da Saúde para investimentos de reestruturação.

O Hospital Universitário Prof. Edgard Santos (Hupes),  ou Hospital das Clínicas, no Canela, receberá R$ 2.072.209,02. À Maternidade Climério de Oliveira, em Nazaré, serão destinados R$ 1.731.841,42.

Os recursos integram a cifra de R$ 100 milhões do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que será rateada entre 46 unidades de todo o país.

O decreto e o montante que cada instituição receberá constam  da Portaria  802,  publicada na edição desta quarta, 7, do Diário Oficial da União.

De acordo com o documento, a liberação dos recursos financeiros fica condicionada à comprovação, por hospital, da necessidade para pagamento imediato.

Os pedidos não podem comprometer o fluxo de caixa do Fundo Nacional da Saúde, que adotará as medidas para descentralização orçamentária.

A direção das duas unidades informou que o valor será usado para custear manutenção de equipamentos e predial,  compra de medicamentos e material hospitalar.

Mônica Nery, diretora da Maternidade Climério de Oliveira,  destacou que pretende apresentar justificativas para requerer o pagamento imediato. Por meio da assessoria, a direção do Hupes  informou que ainda terá de  fazer um levantamento das necessidades   antes da solicitação.

Ainda segundo Mônica Nery, esse recurso é repassado anualmente, desde 2010, a partir  da criação do Programa Nacional de Reestruturação, e serve como complemento.

"A situação dos hospitais universitários era delicada porque, antes do programa, os recursos vinham só do contrato com o governo estadual, que nos repassa do Ministério da Saúde cerca de R$ 993 mil por mês. Esse valor não é suficiente para o custeio da maternidade", afirmou.

Ontem, segundo a diretora, foi publicado também o edital de licitação da obra de construção de um novo prédio para a instituição, com custo estimado em R$ 54 milhões e previsão de conclusão em dois anos.

"Esse valor do programa nacional não é suficiente, mas ajuda muito", acrescentou Mônica Nery.

A assessoria do Hupes informou que a verba proveniente do Rehuf contribui para  amenizar as necessidades mais emergenciais da unidade, que dizem respeito ao custeio rotineiro de consumo e serviços.  

Atendimentos

A maternidade realiza hoje uma média de 550 internações por mês, cerca de 1.600 consultas de pronto atendimento e dispõe de 79 leitos.  Segundo a diretora da unidade, há um déficit de pessoal que deverá ser sanado com o  concurso realizado  no último domingo.

No Hupes, são atendidos  cerca de 1.500 pacientes diariamente, o que representa  uma média mensal de 45 mil atendimentos

Facebook Comments