Data de Hoje
26 September 2021
Foto: Reprodução/ Record Bahia

Idoso tenta se aposentar e descobre que xará com mesmo CPF já recebe benefício

Vítima está lutando há cerca de quatro anos para conseguir se aposentar.

Um idoso de 65 anos, portador da doença de chagas e de outros problemas de saúde, está lutando há cerca de quatro anos para conseguir o direito a aposentadoria em Salvador. Mas, devido a um erro de dados no sistema do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está tendo o benefício negado.

Foto: Reprodução/Record Bahia
Foto: Reprodução/Record Bahia

João Coelho é comerciante e não tem uma renda fixa para quitar as contas de água e energia, além de manter a família e conciliar as questões financeiras com a compro dos remédios necessários, já que nem sempre tem acesso à medicação gratuita. Ele relatou que os gastos com remédios chegam a R$ 300 e que as vendas no barzinho, que tem com a família, estão fracas, sendo que já não há dinheiro o suficiente para repor as mercadorias.

Marcilene Coelho, filha do idoso, informou que foi surpreendida após reunir a documentação necessária para dar entrada ao benefício, pois, quando tudo parecia encaminhado, chegou a notícia que deixou a família perplexa. Um funcionário da agência do INSS disse que um homem com o mesmo nome, CPF e data de nascimento de João já estava recebendo o benefício e, por conta disso, o idoso não teria direito a aposentadoria.

— Desde 2012 eu dou entrada e sempre é negado. Tinha uma pessoa aposentada por auxílio doença no nome dele, a gente vem correndo atrás, dando queixa na Receita e nada se resolve. Ele continua dependendo dessa aposentadoria para viver.

Com saúde fragilizada e ainda sem ter conseguido direito à aposentadoria, assim como o marido, Hilda falou sobre as contas atrasadas e fez um apelo emocionado, com o objetivo de melhorar a solução da família.

— O estoque acabou não posso nem falar tanta coisa que eu sinto na minha vida. Quero uma guia para levantar meu churrasquinho, eu caí mesmo.

Emocionado, o idoso desabafou e disse que é lamentável trabalhar tanto e encontrar tanta burocracia para obter um benefício que lhe é de direito.

— Foi uma surpresa muito ruim, porque a gente depende das coisas. A gente a trabalha, contribui alguma coisa que você tem direito e quando chega no dia, a gente corre atrás e não é beneficiado. (Sic)

Por R7
Facebook Comments