Data de Hoje
26 July 2021

Imagens Exclusivas Grupo tenta incendiar ônibus após morte no Engenho Velho da Federação

11354923_910659785657980_975159707_n 11354973_910659778991314_1466746786_n 11356203_910659772324648_1910406471_n 11422707_910659782324647_530933388_n

Foto enviada pelo leitor via whatsaap /Neilton Rosário

 

 

Um grupo com vários homens tentou incendiar um ônibus na rua Apolinário de Santana, no Engenho Velho da Federação na noite desta quarta-feira (10). Segundo informações da polícia, o fogo chegou a começar no banco do motorista e no volante, mas foi rapidamente contido por populares que testemunharam a ação.

De acordo com o tenente Aílson, da 12ª Companhia Independente de Polícia Militar, que está atuando na área da 41ª CIPM esta noite, a suspeita é que a ação tenha sido represália por conta da morte de um suspeito em troca de tiros com a Rondesp mais cedo.

"Eles chegaram, ocuparam a pista, pararam o ônibus. Aí mandaram todo mundo descer e tentaram queimar", relata o PM. "Até onde a gente entende, foi uma retaliação a um auto de resistência que aconteceu na Muriçoca mais cedo", acrescenta. A ação criminosa contra o coletivo aconteceu por volta das 21h30 de hoje.

Não houve feridos. O ônibus, da Integra, teve danos somente na parte do motorista. Os suspeitos pelo ato de vandalismo, que não se sabe quantos eram, conseguiram fugir. O clima na região é de insegurança.

Segundo a PM, a troca de tiros que deixou um suspeito morto aconteceu por volta das 19h30. Reilan Rosalino dos Santos Braga, 18 anos, que era morador do Engenho Velho da Federação, chegou a ser socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE) depois de ser baleado, mas já chegou sem vida. Ele estaria em um grupo de oito homens que trocou tiros com duas guarnições da PM no Vale da Muriçoca, segundo a polícia, e com ele foi encontrada uma pistola 9 milímetros.

Facebook Comments