Data de Hoje
16 October 2021

“Inclusão dos guias e monitores de turismo no auxílio emergencial de Salvador é uma vitória da categoria”, diz Suíca

O auxílio emergencial de Salvador alcançou os guias e monitores de turismo. Os profissionais serão contemplados no ‘SOS Cultura’, que concede assistência aos trabalhadores e trabalhadoras durante o período de pandemia do novo coronavírus. O apoio financeiro é destinado aos profissionais do Centro Histórico cadastrados na Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). Os guias, condutores de visitantes e monitores estão aguardando retomada do setor. A maioria deles é autônoma e a renda corresponde à quantidade de serviços prestados, predominantemente para as agências.

Autor da indicação realizada em abril do ano passado, o vereador e vice-presidente da Comissão de Cultura da Câmara de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), diz que “a medida é uma vitória da categoria”. Essa proposta também foi enviada ao governo estadual. Conforme o petista, o auxílio ‘Salvador por Todos’ não atinge todos os trabalhadores e profissionais informais, assim como os profissionais autônomos do setor. “É fundamental atender as famílias em situação de vulnerabilidade social, e o auxílio não alcançou todos os trabalhadores e profissionais informais. Sem contar que o turismo é uma das principais fontes de renda do baiano. Assim como os profissionais autônomos de cultura, os guias e monitores de turismo estão parados, não há serviço, portanto, não há renda”, frisa Suíca.

O vereador convidou para uma das reuniões da Comissão de Cultura, a secretária da Associação dos Guias e Monitores de Turismo da Bahia (Agmtur), Rose Kalile, como porta-voz da categoria. Ela informou que são mais de 100 famílias entre filiados e não associados, passando dificuldades financeiras. Segundo Rose, a ajuda diminui o efeito financeiro acarretado pela pandemia e medidas de isolamento social. “É importante a inclusão da categoria, pois quando recebemos as cestas, naquele momento ajudou, mas com o fechamento do entretenimento a situação ficou ainda pior. O auxílio chegou no pior momento, porque o turismo não tem perspectiva de voltar. Vale ressaltar, que continuaremos lutando para que o governo estadual inclua os profissionais de toda a Bahia, agradeço ao vereador Suíca, que indicou direto ao governador Rui Costa a nossa inclusão”.

O mandato do edil petista foi procurado pela categoria, pedindo suporte sobre a inclusão. “Grupos de profissionais me procuraram pedido apoio para ampliar o alcance do programa ou a criação de um novo projeto, então, me debrucei em indicar e cobrar a inclusão de pais e mães de famílias nesse incentivo. Comemoramos, pois, é também mais uma vitória da Comissão de Cultura, onde houve sensibilidade da Casa Legislativa, para o gestor da cidade executar”, salienta Suíca. Conforme a proposta, a prefeitura pagará uma parcela fixa no valor de R$550, via recursos próprios, e os demais R$550 poderão ser custeados por parceiros – caso isso não ocorra, a administração municipal compensará essa diferença.

Fonte: Secom do vereador Suíca

Facebook Comments