Data de Hoje
10 May 2021

Investigadores são suspensos pela Justiça após denúncia de tortura a presos em Dias D´Ávila

Laudo confirma tortura. Eles também teriam ameaçado os presos de morte e os privado de contato com os familiares

Os investigadores Renato Otávio Pinheiro de Souza e Paulo Mendes Batista, da Polícia Civil de Dias D´Ávila, foram suspensos das suas funções pela Justiça, após denúncia de terem torturado dois presos na sala do Serviço de Investigação (SI) da unidade policial. Eles foram suspensos após denúncia do Ministério Público estadual (MP).

Segundo a denúncia, laudos periciais de lesões corporais comprovam a prática de tortura, que teria ocorrido no dia 21 de outubro de 2014. Os investigadores também teriam ameaçado os presos de morte e os privado de contato com os familiares.

Na decisão, publicada no último dia 26, o juiz Danilo Barreto Modesto considerou “imperiosa” a medida de suspensão, “sem o prejuízo da percepção dos vencimentos”, pela possibilidade dos policiais se valerem de suas funções para intimidar vítimas e testemunhas, o que poderia comprometer a ordem pública e a instrução criminal. O magistrado também considerou haver ‘perigo iminente de reiteração delitiva por parte dos mesmos”.

A denúncia foi oferecida pela promotora de Justiça Ana Isabela Ribeiro Souza, da comarca, em parceria com promotores de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco).

Facebook Comments