Data de Hoje
24 January 2022

João Doria se diz arrependido de voto em Bolsonaro na eleição presidencial de 2018

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou estar arrependido de ter votado em Jair Bolsonaro na eleição presidencial de 2018.

“Fiz campanha me posicionando contra esquerda, o PT. O outro candidato era Jair Bolsonaro. Por ser candidato, eu tinha que ter um lado, que não poderia ser o do nulo ou em branco. Nunca fiz isso. Mas não tinha a perspectiva de ter um presidente que pudesse vir a ter comportamentos tão irresponsáveis, tão distantes da verdade, tão condenáveis sobretudo numa situação de pandemia como essa”, declarou.

Doria colocou o presidente brasileiro no mesmo rol de ditadores com postura negacionista diante da pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 178.000 pessoas no mundo.

“Há quatro mandatários assim [no mundo]. Três são ditadores, um da Nicarágua e dois de repúblicas que pertenceram à União Soviética [Belarus e Turcomenistão]. Esses três ditadores negaram a pandemia e vêm orientando equivocadamente as populações. E o outro foi o presidente Jair Bolsonaro, que felizmente não conseguiu implementar a sua irresponsabilidade, pois os 27 governadores dos estados tiveram uma posição oposta e defenderam a vida”, disse Doria.

Na entrevista, o chefe do Executivo paulista também condenou as recentes manifestações de apoiadores de Bolsonaro a favor de um novo AI-5.

“Uma autoridade pública com mandato não deve se pronunciar em circunstâncias como essa, ferindo a Constituição. Aqueles que se manifestam, vejo com tristeza. Pessoas desejando a volta da ditadura, o fechamento do Congresso, do Poder Judiciário, especialmente do STF, e esse é um posicionamento que pode levar o Brasil às trevas”, declarou Doria.

Facebook Comments