Data de Hoje
26 February 2021

Julgamento do habeas corpus é adiado e Prisco volta para a Papuda

O acusado de liderar as últimas greves da Polícia Militar na Bahia foi transferido, no início da tarde desta terça-feira (20), do Hospital Regional da Asa Norte para o Complexo Penitenciário da Papuda.  Preso desde o dia 18 de abril, o vereador de Salvador passou mal no dia 3 de maio e ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital da Base.



A expectativa era de que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) analisassem ainda nesta terça-feira (20) o pedido de prisão domiciliar de Prisco. A última liminar que pediu o habeas corpus foi negada pelo ministro do STF, Ricardo Lewandowski, no mês passado.



Logo após Prisco ter passado mal, os advogados de Prisco  pediram à Justiça que ele cumprisse prisão domiciliar, alegando que o vereador de Salvador estava com o estado de saúde bastante fragilizado. Dois profissionais do setor de saúde do STF apresentaram um relatório negando qualquer evidência de cardiopatia e necessidade de tratamento domiciliar ou hospitar.



Depois do relatório da junta médica, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou que Marco Prisco fosse transferido para um presídio federal em Porto Velho, capital de Rondônia.

Facebook Comments