Data de Hoje
30 November 2021

Leo Pinheiro é condenado a 16 anos de prisão por corrupção na Petrobras

O presidente da OAS foi condenado a 16 anos de prisão nesta quarta-feira (5). José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Leo Pinheiro, foi condenado por organização criminosa, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Outros executivos da empreiteira também foram condenados. São eles: Agenor Medeiros, Fernando Stremel, Mateus Coutinho e José Ricardo Nogueira. O objeto da condenação foi a corrupção na Petrobras, investigada pela Operação Lava Jato, cometida em contratos e aditivos da OAS com as refinarias Getúlio Vargas e Abreu e Lima. Também foram condenados o ex-diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, e o doleiro Alberto Youssef. Por causa da delação premiada, ambos tiveram benefícios na aplicação das penas. Waldomiro Oliveira foi absolvido da acusação de lavagem de dinheiro

Facebook Comments