Data de Hoje
28 September 2021

Licitação do transporte: Wagner quer favorecer os empresários, diz Neto

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM),rebateu os disparos feitos pelo governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), feitos durante conversa com o apresentador Zé Eduardo, na manhã desta segunda-feira (14), sobre o "vazamento" do ofício encaminhado ao prefeito ACM Neto (DEM) referente à licitação do transporte público de Salvador.
 
O democrata disse que não vai permitir que o governador interfira na licitação do transporte público da cidade com "objetivos eleitorais e para favorecer os empresários". Neto acrescentou que ao contrário do estado, que segundo ele faz licitações para privilegiar o setor empresarial, como aconteceu com a Arena Fonte Nova, que a população vai 100 milhões/ano, o metrô, outro tanto, e o ferry-boat, a prefeitura pensa na população que não suporta mais um transporte público com pouca eficiência. 
 
"Não queremos dar dinheiro aos empresários. Pelo contrário, queremos que aqueles que irão explorar o sistema paguem por isso, o que nos levou a optar pela outorga. Todo dinheiro que conseguirmos com a licitação será revertido para a cidade, para melhorar o próprio serviço. A gente não tem a mentalidade do governo, do PT, que, como no caso do ferry-boat, faz um negócio totalmente obscuro para beneficiar somente quem tem o dinheiro", frisou o prefeito. 
 
ACM Neto lembrou que, por conta da falta de gestão e de licitações que não levam em conta o interesse público, o governo do estado está quebrado. "Nós em Salvador estamos arrumando as finanças com responsabilidade, fazendo justiça social e fiscal e obras para a cidade que já mudou para bem melhor, como reconhece a população. Fazemos isso com responsabilidade, com seriedade. Não fazemos licitação apenas para beneficiar empresários ou apadrinhados políticos", enfatizou.

 
Neto ainda acrescentou que foi o governo do estado que tornou o ofício enviado por Wagner público. Além disso, i prefeito salienta que negou que haveria aumentos no valor da tarifa de ônibus. "O governador tenta chantagear a população com ameaças vazias pensando no discurso eleitoral sem fundamento. Não vai haver aumento na tarifa este ano. Não adianta fazer terrorismo eleitoral". 

 
O democrata finaliza dizendo que o governador parece estar disposto a acabar com conquistas da população de Salvador, como o Domingo é Meia e o Bilhete Único. "Com a licitação do transporte público, vamos poder ampliar, por exemplo, o Bilhete Único. Mas o governador, que até hoje não implantou o Domingo é Meia na Região Metropolitana de Salvador, pois não tem vontade política para isso, parece querer ameaçar esses benefícios. Mas não vamos deixar". 



Prefeitura recebe propostas hoje



Os envelopes com as propostas das empresas interessadas em operar o sistema de transporte publico de Salvador serão abertos às 15h desta segunda-feira (14). Mas o resultado da empresa vencedora só será divulgado durante a semana. O edital de licitação estava disponível desde maio de 2014 na Secretária Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut) para que os empresários e a população em geral tivessem acesso, de forma transparente. Durante esses dias, várias interessados de diversos segmentos da sociedade civil, como a OAB e órgãos de controle retiram o edital na secretária
Facebook Comments