Data de Hoje
19 September 2021

Líder do Solidariedade vai processar Argôlo e Youssef criminalmente

Líder do Solidariedade vai processar Argôlo e Youssef criminalmente

Foto: Agência Senado

 
O líder do Solidariedade na Câmara, deputado Fernando Francischini (PR), informou ao Bahia Notícias nesta sexta-feira (30) que vai entrar com processo criminal no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o parlamentar baiano Luiz Argôlo e o doleiro Alberto Youssef. Na ação, o congressista se dirá "constrangido com as negociatas de Argôlo", flagrado em conversas com o lobista em que dizia ter um acordo com Francischini para ocupar a vice-liderança do SDD na Casa, o que não ocorreu. Na ocasião, ao saber que a cadeira ficaria com Arthur Maia, Argôlo chegou a ameaçar deixar o partido. Outros dois processos caminham na Câmara contra Luiz Argôlo. Nesta quinta-feira (29) um pedido de vista de Sérgio Moraes (PTB-RS) adiou para a próxima semana a votação, no Conselho de Ética, do parecer preliminar do relator Marcos Rogério (PDT-RO), que pede o prosseguimento das investigações contra o deputado baiano. O parecer preliminar do relator foi feito com base na representação apresentada pelo PSOL ao Conselho de Ética. Outra representação contra Argôlo foi apresentada pela Mesa Diretora da Câmara, após a Corregedoria da Casa analisar as denúncias contra ele. As duas ações pedem a apuração das mesmas denúncias, que apontam quebra de decoro parlamentar, e podem culminar na perda de mandato do denunciado.
Facebook Comments