Data de Hoje
21 May 2022

Lídice afirma que disposição de Dilma pode mudar rumos do impeachment

Diante do anúncio, Lídice afirmou que passou a se sentir mais confiante na possibilidade de Dilma retornar ao Planalto. ?Acredito que é possível

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) recebeu com entusiasmo o anúncio feito por Dilma Rousseff no sentido de convocar um plebiscito sobre novas eleições presidenciais. De acordo com a socialista, a disposição da presidente afastada é importante para impedir que a gestão Michel Temer continue implementando as medidas impopulares já iniciadas. “Diante dessa crise precisamos buscar a legitimidade que nos garanta a possibilidade de resolução da crise. Para isso, nada é melhor do que devolver ao povo o direito de se manifestar”.

Diante do anúncio, Lídice afirmou que passou a se sentir mais confiante na possibilidade de Dilma retornar ao Planalto. “Acredito que é possível. O próprio desempenho do governo Temer indica que é preciso caminhar nessa direção. Vários senadores podem mudar o voto, arestas podem ser quebradas e podemos reverter esse caminho”, avaliou, completando que o fato representa uma mudança positiva na atitude da petista. “Se ela admite voltar e convocar o plebiscito, parte do princípio que se o plebiscito decidir por novas eleições, ela vai diminuir o seu mandato. Ela aceita essa possibilidade e sabe também que deverá fazer um governo diferente”.

Ainda na visão da senadora, o presidente interino ainda não conquistou a aprovação popular necessária para se firmar no governo, o que deverá, a curto e longo prazo, piorar a conjuntura político-econômica. “As pesquisas demonstram que se uma parte da população ainda não apoia a presidente Dilma, uma parte ainda maior também não apoia o presidente Temer nem tem esperança que o governo dele resolva alguma coisa”, apontou.

“É claro que vivemos um impasse político, uma crise econômica. E recompor a legitimidade do governo através de um plebiscito, que possa indicar o caminho pela opinião do povo, é uma grande solução. Não tenho dúvida”.

O deputado federal José Carlos Araújo (PP-BA), que votou contra o afastamento da presidente, acredita que a vontade popular clama por novas eleições presidenciais. “Não tenho a menor dúvida em relação a isso. É uma declaração forte, mas ela [Dilma] deveria ter dito isso antes. Eu falei nisso há quatro meses para o então ministro Jaques Wagner”, prosseguiu Araújo, acrescentando que o fato pouco influenciará a decisão dos senadores sobre o processo de impeachment.

Facebook Comments