Data de Hoje
20 October 2021

Luz amarela: Solidariedade começa a discutir futuro de Argôlo nesta quarta

Depois de mais uma possível prova da relação íntima entre o deputado federal Luiz Argôlo (SDD) com o doleiro Alberto Youssef, preso na operação “Lava Jato”, o seu partido, o Solidariedade, ascendeu a luz amarela internamente.

 

Nesta quarta (7), a Executiva Nacional se reúne em Brasília para tratar do assunto.

 

Conforme apurou a reportagem, Argôlo embarcou para Brasília nesta terça (6) e deve se encontrar com os caciques do SDD para discutir os escândalos que atingem, inevitavelmente, a sigla, criada em setembro de 2013.




O presidente do SDD na Bahia, deputado federal Marcos Medrado, que também está na capital federal, deve conversar com o correligionário antes do encontro com os dirigentes nacionais, liderado pelo deputado federal Paulinho da Força. “Qualquer posição do partido será tomada nacionalmente”, antecipou Medrado, em entrevista ao Bocão News. 

 

Nesta terça (6), o jornal Folha de S. Paulo trouxe mais conteúdos que ligam o parlamentar baiano a Youssef. Desta vez, Argôlo, que já tinha admitido ter relações com o doleiro, teria recebido R$ 110 mil em bezerros. O “mimo” foi comprado na mão de um comerciante de gado no estado, conhecido como Júlio Gonçalves de Lima Filho, que confirmou ao diário paulista ter feito a compra dos bovinos. O dinheiro foi depositado por Youssef em duas contas bancárias a pedido de Argôlo, conforme interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal (PF).

Facebook Comments