Data de Hoje
24 April 2024

Mãe ainda não leu carta de despedida deixada pelo filho que morreu de câncer

A mãe de Luan Henrique Abreu Andrade ainda não leu a carta de despedida deixada pelo filho, que morreu de câncer. Em conversa com o g1, Daiany Eanhan Abreu relata que ainda tenta absorver a morte do filho e entender como o rapaz tirou forças e escrever com leveza o relato póstumo.

“Eu não li a carta. Não consigo! Hoje eu tento prosseguir, levantar e seguir em pé. Não consigo ver as fotos dele. Uma hora eu vou ler a carta”, compartilhou Daiany.

Sobre a carta de despedida, Daiany comenta que só soube realmente muito tempo depois. Três meses após a morte, a mãe ainda não consegue fixar o olhar sobre as palavras escolhidas pelo filho.

 

Mãe ainda não leu carta de despedida deixada pelo filho que morreu de câncer

Luan Henrique Abreu Andrade morreu por câncer no pulmão. Em carta escrita ao longo do período de tratamento, o jovem deixou mensagens para toda família. O relato viralizou na internet.

Por José Câmara, g1 MS

 

27/05/2023 06h00 Atualizado há 2 dias

 

 

Jovem que morreu de câncer deixa carta de despedida à família e amigos

Jovem que morreu de câncer deixa carta de despedida à família e amigos

 

 

A mãe de Luan Henrique Abreu Andrade ainda não leu a carta de despedida deixada pelo filho, que morreu de câncer. Em conversa com o g1, Daiany Eanhan Abreu relata que ainda tenta absorver a morte do filho e entender como o rapaz tirou forças e escrever com leveza o relato póstumo. Para ler a carta na íntegra, clique aqui. Assista ao vídeo acima

 

Compartilhe no WhatsApp

Compartilhe no Telegram

“Eu não li a carta. Não consigo! Hoje eu tento prosseguir, levantar e seguir em pé. Não consigo ver as fotos dele. Uma hora eu vou ler a carta”, compartilhou Daiany.

Sobre a carta de despedida, Daiany comenta que só soube realmente muito tempo depois. Três meses após a morte, a mãe ainda não consegue fixar o olhar sobre as palavras escolhidas pelo filho.

 

Luan era ‘alma gêmea’ da mãe Daiany. — Foto: Arquivo Pessoal

Luan era ‘alma gêmea’ da mãe Daiany. — Foto: Arquivo Pessoal

 

 

“No começo eu não sabia da carta. Sabia que ele ia deixar o celular com a minha filha. Já estava no leito de morte quando ele me contou que tinha deixado uma carta. Ele não gostava de drama, mas foi enfático ao pedir para postar”.

 

Na carta, Luan dedicou um espaço especial para mãe. Amigos, confidentes e alma gêmeas, assim que Daiany descreveu a relação que tinha com o filho.

 

“Minha mãe é a mulher mais incrível que eu conheço a que eu mais amo nesse mundo, sempre presente, nunca me abandonou, mulher que batalha, que pensa mais nos filhos doq em si mesma, sei que está sofrendo, maaaas, erga a cabeça, vai fazer sua caminhada e bola pra frente, te amo, Mãe”, escreveu Luan.