Data de Hoje
20 June 2021

Manifestantes fazem caminhada para Fonte Nova em protesto contra Copa

Dois grupos de manifestantes fizeram uma caminhada pelas ruas do centro de Salvador, em direção à Arena Fonte Nova no início da noite desta quinta-feira (15), como forma de protesto contra a Copa do Mundo no Brasil.

O grupo, com cerca de 50 pessoas e que estava na Praça da Piedade era formado pelo Comitê Popular da Copa, que reúne diversos sindicatos trabalhistas que não são a favor da forma em que o evento está sendo realizado no país. "A gente não está aqui contra o futebol, o que a gente está sendo contra, é esse modelo. Se hoje nós estamos com muitas mobilizações, em cerca de 55 cidades, é sinal que esse negócio está errado. É por isso que a gente está aqui" disse Argemiro de Almeida, integrante e um dos responsáveis pelo comitê na capital baiana.

De acordo com a estudante Gabriela Mota, que também é integrante da Anel (Assembleia Nacional dos Estudantes Livres), um grupo que faz parte do Comitê Popular, a mobilização integra o dia de protestos em todo o país. "O Dia do 15M é um movimento nacional: 'Copa sem povo, tô na rua de novo'. Essa Copa não é para o povo, a gente quer que o dinheiro do Estado seja revertido para serviços públicos", explica.

 

Já o outro grupo, formado por estudantes, marcou como ponto de encontro a Praça do Campo Grande, a cerca de 1,5Km da Praça da Piedade. (Veja o vídeo ao lado) Contudo, pouco mais de 30 pessoas integraram a manifestação, que pode ter tido baixa adesão por conta da chuva que atingiu Salvador nesta quinta-feira.

Durante a manifestação, os dois grupos se encontraram na Avenida Joana Angélica, em direção à Arena Fonte Nova, local onde os jogos da Copa serão realizados em Salvador. De acordo com Henrique Saldanha, integrante do Sindicato SSP com Lutas-Bahia, o objetivo da caminhada até a Fonte Nova era para realizar um ato como forma de lembrar os 11 operários, mortos nas obras da Copa no Brasil. "Estamos levando cruzes e vamos deixar lá. Essas mortes precisam ser lembradas" disse.

Ao chegar na região da Campo da Pólvora, próximo ao estádio, os policiais que acompanhavam a ação conversaram com os líderes do Comitê Popular e pediram que a caminhada terminasse naquele local. Os integrantes da manifestação concordaram e terminaram o protesto.

Manifestantes se reúnem em caminhada na Praça da Piedade, contra a Copa no Brasil. (Foto: Maiana Belo / G1 Bahia)Manifestantes se reúnem em caminhada na Praça da

Piedade, em Salvador.(Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)

Já os estudantes, que saíram do Campo Grande e se encontraram com o outro grupo na Avenida Joana Angélica, continuou no local. A polícia ainda monitorou os manifestantes, e eles resolveram fazer outra caminhada, de volta ao ponto de onde partiram. Porém, ao chegar na praça da Piedade o grupo dispersou. Nenhum ato de violência foi registrado durante o protesto.

Na cidade

A caminhada dos manifestantes que saíram da Praça do Campo Grande em direção à Fonte Nova deixou o trânsito bastante congestionado na região. O local abriga uma das principais áreas comerciais de Salvador, assim como dois shoppings, Center Lapa e Piedade.

A sede da OAB-BA (Ordem dos Advogados da Bahia), localizada na Avenida Joana Angélica  e o Fórum Ruy Barbosa, no Campo da Pólvora, também ficam na região onde foi realizada a manifestação. Com isso, as pessoas que precisaram passar pelo local por volta das 18h30 encontraram engarrafamento.

As pessoas que precisaram utilizar o transporte público encontrou ônibus cheios. O trânsito já estava complicado na capital baiana, por conta da chuva e com o protesto, diversos pontos da cidade ficaram congestionados.

Os rodoviários de Salvador também realizaram uma caminhada na tarde desta quinta-feira (15), em protesto contra o impasse nas negociações com os donos das empresas de ônibus da capital baiana. A categoria fez uma caminhada no bairro da Sete Portas e seguiu até a Rótula do Abacaxi, que terminou por volta das 18h.

Estudantes que começaram a caminhada da Praça do Campo Grande, seguiram pela Avenida Sete em um tipo de 'corrente humana', para evitar a passagem de veículos. (Foto: Yuri Girardi/G1 Bahia)Estudantes que começaram a caminhada na Praça do Campo Grande seguiram pela Avenida Sete, em direção a Praça da Piedade, em um tipo de 'corrente humana', para evitar a passagem de veículos. (Foto: Yuri Girardi)
Manifestante segura cruz que foi levada como forma de lembrar dos orperários que morreram nas obras da Copa no Brasil. (Foto: Maiana Belo / G1 Bahia)Manifestante segura cruz que foi levada como forma de lembrar dos operários que morreram nas obras da Copa no Brasil. (Foto: Maiana Belo)
Trânsito ficou bastante congestionado em Salvador, principalmente na Avenida Joana Angélica, local onde ocorreu a caminhada. (Foto: Yuri Girardi/G1 Bahia)Trânsito ficou bastante congestionado em Salvador, principalmente na Avenida Joana Angélica, local onde ocorreu a manifestação. (Foto: Yuri Girardi)
Barreira policial foi formada para que os manifestantes não chegassem à Arena Fonte Nova. (Foto: Yuri Girardi/G1 Bahia)Barreira policial foi formada no Campo da Pólvora para que os manifestantes não chegassem à Arena Fonte Nova. (Foto: Yuri Girardi)
Protesto Copa Mai 2;bahia (Foto: Maiana Belo)Com cartazes, curzes e alto falantes, manifestantes seguiam em direção à Arena Fonte Nova (Foto: Maiana Belo)
Facebook Comments