Data de Hoje
4 August 2021

Maragojipe: guerra entre facções deixa rastro de mortes

A guerra declarada entre facções rivais em Maragojipe, cidade localizada no Recôncavo Baiano, tem assustado os moradores e provocado execuções em bairros periféricos.

A última ação violenta foi registrada na noite de terça-feira (15) no Alto de Cruzeiro e Alto do Japão, localidades dominadas por traficantes que entraram em rota de colisão nas últimas semanas. Relatos de moradores descrevem momentos de terror com casa incendiada, homem executado e intensa troca de tiros.

zz2

Mototaxista assassinado

O confronto foi intensificado após o assassinato de um mototaxista na segunda-feira (14) ocorrido no Alto do Cruzeiro. Por meio de nota, o comando a Polícia Militar confirmou o envolvimento da vítima com o consumo e transporte de drogas. Em represália à execução, comparsas teriam planejado os ataques.

O primeiro alvo foi a casa de uma mulher – suspeita de pertencer a facção rival. Segundo o grupo, ela teria denunciado o motoboy que fazia parte da quadrilha liderada pelo traficante conhecido como “Jacques Leclair”. O imóvel foi incendiado, mas não houve registro de vítimas.

Na mesma noite um morador foi torturado e executado na própria residência. Identificado apenas como Henrique, o jovem teve os antebraços quebrados e o corpo cortado com golpes de facão. Ele também foi morto com diversos tiros no Alto do Cruzeiro.

Durante toda noite homens encapuzados e com armas em punho trocaram tiros com rivais no meio da rua. Policiais militares de São Félix, Muritiba e Cachoeira foram acionados e com auxilio de guarnições da 27ª companhia conseguiram dispersar os grupos. Ninguém foi preso.

O comando garante que mantém equipes no local para manter a segurança dos moradores. Agentes da Delegacia Territorial de Maragojipe investigam as mortes.

Facebook Comments