Data de Hoje
28 November 2021

Marca histórica de Thiago Pereira ofusca medalha de ouro de brasileiro

cats

O brasileiro Thiago Pereira é agora não apenas o brasileiro com mais medalhas em Pans. É também o atleta com mais medalhas na história dos Jogos. Neste sábado, o nadador de 29 anos conquistou a medalha de prata nos 200m medley em Toronto e chegou ao seu 22º pódio na competição. Agora, está igualado com o ginasta cubano Erick López, que já se aposentou.

O ouro da competição ficou com Henrique Rodrigues, que bateu o recorde pan-americano na prova. Ele concluiu a prova com 1:57.06. A marca pertencia a Thiago Pereira, no Pan do Rio de Janeiro, com o tempo de 1:57.79

E o empate no topo veio na prova em que Thiago é especialista. E desta vez, diferentemente dos 400m medley, não errou na virada e pôde comemorar ao bater na frente com o tempo de 1:57.42.

“Foi maravilhosa, como sempre falei, não nasceu de agora, vem de muito tempo, nunca imaginei que ia viver tudo isso agora. Tudo que aconteceu foi bom também, eu adorei da maneira que foi, maneira que todo mundo me apoiou depois daquela prova dos 400m medley, todos amigos, fãs, isso tudo passa, medalhas e recordes vêm e vão, mas todo o carinho, todo apoio foi o mais importante”, disse Thiago Pereira ao SporTV.

O recorde já havia sido alcançado por Thiago há dois dias na prova dos 400m medley, mas ele perdeu a medalha por não ter batido a mão na virada do estilo peito para o livre.

Porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos na última semana, Thiago precisou de quatro Pans para igualar a marca de López. A primeira de suas medalhas foi em Santo Domingo-2003, quando foi bronze nos 400m medley.

E a marca de López poderá ser superada ainda neste sábado, último dia da disputas de natação. Mas Thiago não estará na piscina para a final do revezamento 4x100m medley. Depois de nadar a eliminatória de manhã, vai acompanhar a disputa da arquibancada.

Mais bronzes

Brandonn foi medalha de bronze nos 1500 m estilo livre. Ele conseguiu uma bela reação na prova e subiu ao pódio pela segunda vez neste Jogos. Ele terminou a prova com 15:11.70 e terminou na terceira colocação depois de ver seus adversários abrirem muita frente.

O ouro foi para Ryan Cochrane, do Canadá, e a prata foi para Andrew Gemmel, dos EUA. Eles terminaram a prova com 15:06.40 e 15:09.92, respectivamente.

Aos 18 anos, Brandonn mostrou toda sua inocência depois da prova ao ir tietar Cochrane ao terminar a competição.

O brasileiro já tinha se destacado nesta competição nos 400m medley ao conquistar a medalha de ouro na prova em que Thiago Pereira foi desclassificado.

Depois de Brandonn conquistar o bronze, o revezamento feminino do Brasil conquistaram o terceiro lugar também. Etiene Medeiros, Daynara de Paula, Larissa Martins e Jhennifer Conceição foram as nadadoras.

 

Facebook Comments