Data de Hoje
20 January 2022

marginal que matou PM senta no colo do capeta fuzilado

Uma operação conjunta realizada pela Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil da Bahia e pelo Cope de Sergipe, na madrugada desta quinta-feira (24), localizou em um condomínio de luxo em Barra do Jacuípe, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, Bruno Bispo Aragão. Segundo a polícia, ele é responsável pela morte do sargento Ronaldo Bispo Santos, 54 anos, da PM de Sergipe. O latrocínio ocorreu no dia 9 de janeiro deste ano, na cidade sergipana de Itaporanga D’Ajuda.

Com autorização da Secretaria da Segurança Pública da Bahia, a COE foi designada a dar apoio e cumprir o mandado de prisão. A casa foi cercada e no momento da abordagem Bruno reagiu atirando e acabou atingido. Ele foi socorrido para o hospital Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a Polícia Civil de Sergipe, Bruno atuava como traficante e já havia sido preso anteriormente. O criminoso possuía mandado de prisão em aberto e fugiu após o crime contra o militar.

Com ele foram apreendidos o revólver calibre 38 usado para matar o sargento da PM sergipana e munições. “Somos preparados para missões como esta contra alvos prioritários que, na maioria das vezes, insistem em não obedecer a ordem policial”, declarou o coordenador em exercício da COE, delegado Marcos César.

Facebook Comments