Data de Hoje
25 June 2024
Foto: Arisson Marinho / Correio

Me libera! MC Beijinho vai cantar no Carnaval após conseguir liberação na Justiça

Depois da fama meteórica por cantar o seu hit no fundo de um camburão da polícia, ao vivo, em um programa da Record, Ítalo Gonçalves da Conceição, 19 anos, quase viu a casa cair pela segunda vez. A Justiça iria lhe roubar a chance de realizar um sonho: cantar em cima de um trio elétrico no Carnaval.

Ítalo, agora conhecido como MC Beijinho, corria sérios riscos de assistir do sofá o sucesso de sua música. Preso em flagrante por roubar dois celulares ameaçando três pessoas com uma faca, foi levado para uma audiência de custódia.

O autor de Me Libera Nêga pôde até voltar para casa, mas cheio de restrições dadas pelo primeiro juiz.

Ítalo era obrigado, por determinação do magistrado, a se apresentar à justiça mensalmente e fazer tratamento contra as drogas, além de ficar impedido de frequentar festas e até de sair de casa depois das 20h. “Eu tava cumprindo medidas de casa. Mas isso já caiu. Já quebrou! O meu advogado já derrubou. Tá tudo liberado. O juiz me liberou!”, comemorava o cantor na segunda-feira, já ensaiando na produtora Macaco Gordo, cujos sócios são seus empresários.

“Cheguei a pensar que ficaria de fora da maior festa do mundo. Complicado. As pessoas querem MC Beijinho. Como é que ia ser?”, questionou. Quem sabe pedir que lhe libere um beijo também sabe solicitar a própria liberdade. A decisão de outro juiz, Roberto Luís Coelho dos Santos, titular da 16ª Vara Criminal, publicada no Diário Oficial do Poder Judiciário no dia 27 de janeiro, acaba de liberar Beijinho para participar da folia.

“Defiro o pedido, concedendo a Ítalo Gonçalves da Conceição a revogação das medidas cautelares contidas nos itens 2, 5 e 6”, escreveu o juiz, referindo-se aos tópicos que impediriam Beijinho de fazer o que mais gosta.

Fonte: Alexandre Lyrio/Correio