Data de Hoje
22 June 2024
Foto reprodução

Médica dá à luz dentro de carro no Pina, e vídeo do parto viraliza nas redes sociais

Estava tudo preparado para que o parto do pequeno Artur acontecesse em um hospital do Recife, porém, inesperadamente, a criança, que até então tinha o sexo desconhecido pelos pais, veio ao mundo ainda durante o trajeto da mãe até a unidade de saúde. O parto aconteceu nessa segunda-feira (24), dentro carro da família, em um posto de gasolina, no bairro do Pina, na Zona Sul da capital.

O momento inusitado, além de narrado, também foi registrado em vídeo e fotografias. Isso porque a bordo do veículo, além dos pais da criança, de uma doula, e uma obstetra, havia uma experiente fotógrafa que garantiu imagens que viralizaram nas redes sociais nesta semana.

“Eu fotografei o primeiro parto deles, que foi em 2020, e foi um parto relativamente rápido. Então, a gente brincava que, quando ela entrasse em trabalho de parto, nós iriamos logo, porque não queríamos de jeito nenhum perder o nascimento. Brincávamos que poderia nascer em casa, no carro. Foi um pressentimento de que poderia acontecer”, afirmou a fotógrafa Deborah Ghelman, que registra partos desde 2017.

Ela, que não costuma ir até a residência dos clientes, seguiu sua intuição e foi ao encontro do casal para acompanhar a saída até o hospital. “Eu nunca vou para casa de clientes. De 250 partos que eu já fotografei, só fui na casa de cliente três vezes”.

Na chegada à residência, Deborah encontrou a mãe do bebê, Gabriela Correia, de 33 anos, que é médica obstetra, já com 9 cm de dilatação, e decidiu seguir no carro da futura mamãe até o Hospital Português, no bairro do Paissandu, na área central do Recife. No veículo, também estavam o marido de Gabriela, o cardiologista Gilberto Godoy, além da doula Joana Nunes e a obstetra Larissa Gomes.

Durante o caminho, devido às contrações, a gestante pediu para que o seu marido, que dirigia o carro, parasse o veículo, que foi estacionado em um posto de gasolina na avenida Antônio de Góes, no bairro do Pina, ainda na Zona Sul da cidade, distante 7 km no local do parto.

Gabrila Correia ladeada da amiga e obstetra Larissa Gomes (esquerda) e da doula e também amiga Joana Nunes (direita). Foto: Cortesia/Deborah Ghelman

“Antes do carro parar, Artur já colocou a cabeça pra fora. Na contração seguinte, saiu o corpinho dele. Não sabíamos se era menino ou menina. Descobrimos na hora. Foi totalmente atípico. Não imagina que seria desse jeito. O fato de ter tido contrações desde manhã cedo facilitou e tornou o parto mais rápido. As contrações ritmadas começaram às 11h e ele nasceu às 12h26”, disse Gabriela Correia.

“Foi muito rápido, tava todo mundo muito feliz. Tava todo mundo muito tranquilo, porque estava tudo fluindo”, disse a fotógrafa Deborah Ghelman, que fez diversos cliques do momento.

Artur Correia Godoy nasceu pesando 3,485 quilos e medindo 50,5 centímetros. Após o susto, Gabriela e o bebê foram levados ao RHP, onde receberam os atendimentos necessários.

Lá, o cordão umbilical foi cortado, e a placenta retirada. Ambos receberam alta por volta das 11h dessa terça-feira (25) e já estão em casa ao lado do filho mais velho do casal, Dante, de 1 ano e dez meses.

“A ficha ainda tá caindo da aventura que a gente passou. Eu tive uma sorte que meu marido é muito tranquilo. Eu tive uma gestação tranquila, de baixo risco, o parto também estava evoluindo de forma muito tranquila e eu estava acompanhada de uma equipe incrível”, afirmou Gabriela.