Data de Hoje
16 June 2024
Foto: Reprodução

Médicos do Hospital da Criança paralisam atividades nesta quinta (2)

Nesta quinta-feira (02), os médicos do Hospital Estadual da Criança (HEC) em Feira de Santana – BA paralisaram as atividades. De acordo com a categoria, o hospital vai manter apenas os atendimentos de caráter grave e com risco de morte da emergência pediátrica. A paralisação foi divulgada em carta aberta dos médicos ao Hospital, que ainda não cumpriu com o pagamento de dezembro.

Estão suspensas consultas ambulatoriais, recebimentos de pacientes transferidos de outras unidades do estado para as UTIs pediátricas, UTI neonatal, enfermarias e emergência, além de atendimentos não emergenciais no pronto de socorro.

De acordo com o Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia, são recorrentes os casos de atrasos no repasse, ano passado houve uma greve em julho pelo mesmo motivo, além da exigência de melhores condições de trabalho e contratos mais seguros. O HEC, administrado pela Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil (LABCMI) é mais um caso de terceirização que traz desorganização e prejuízos para todo o sistema de saúde. Desde sua abertura, há seis anos, a unidade já passou por quatro gestões.

A equipe de reportagem da Rádio Sociedade entrou em contato com a Secretaria de Saúde do estado (Sesab) para falar do assunto. Em nota, o órgão disse que em dezembro do ano passado,  foi repassado R$5.098.000,00 para a entidade que administra a unidade.

Confira a nota na íntegra:

“Em relação à greve dos profissionais do Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, a Secretaria da Saúde informa que foi pago em dezembro último R$5.098.000,00 para a entidade que administra a referida unidade.”

Rádio Sociedade