Data de Hoje
6 August 2021
Foto: Reprodução

Menino de seis anos morre após médica recusar atender criança em fim de expediente

Família registrou um boletim de ocorrência

Um caso de omissão médica culminou na morte de uma criança de seis anos. Breno Rodrigues Duarte da Silva sofria de uma doença neurológica e desde julho de 2016 recebia atendimento em casa. Contudo, o atendimento não saiu como o esperado na manhã da última quarta-feira (7), no Rio de Janeiro. A mãe do menino acionou o sistema “Home Care”, ligado ao Unimed, mas a médica que estava na ambulância se recusou a atender a criança, pois estava no fim do seu expediente, rasgou o pedido e autorizou a ambulância a ir embora.

Segundo o jornal Extra, a mãe do menino, Rhuana Lopes Rodrigues, que está grávida de três meses, afirmou que abriu mão da sua vida para cuidar da criança. “Dava muito tempo de ter levado ele ao hospital. É desumano”, lamentou. Ainda de acordo com a mãe do garoto, Breno começou a sentir dores no estômago e a médica do menino a orientou a chamar uma ambulância e interná-lo. “Fiz de tudo para tentar socorrer o meu filho, mas houve omissão médica. Estamos abalados com tudo o que aconteceu”, afirmou.

A Unimed-Rio lamentou a morte do garoto, mas afirmou que a empresa prestadora do serviço era a Cuidar e, inclusive, iria tomar providências para descredenciar a empresa. A Cuidar, por sua vez, confirmou a versão da mãe do menino e disse que a comissão de ética já foi acionada e que tomará providências cabíveis.

Por VN
Facebook Comments