Data de Hoje
4 August 2021

Menor de idade, jovem aprovado em segundo lugar em concurso pode não assumir cargo

Ianh Coutinho, jovem roraimense de 17 anos, foi aprovado em segundo lugar no concurso do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR). O salário de Coutinho, que assumirá o cargo de técnico judiciário, é de um valor que poucos na idade dele recebem: R$ 5.425,79. No entanto, apesar da conquista, o adolescente ainda não sabe se poderá desfrutá-la. Coutinho, menor de idade, pode ter a posse barrada pelo órgão caso não tenha a idade solicitada no edital. Apesar de emancipado, o garoto garante estar pronto para uma batalha judicial pelo direito de assumir o cargo, caso haja necessidade. “Quando entrei na universidade, tinha 16 anos e também precisei recorrer à Justiça para conseguir a autorização”, contou em entrevista ao site CorreioWeb. O concurso ainda não foi homologado e o garoto completará 18 anos em setembro. O edital, no entanto, não deixa claro se ele deveria ter chegado à maioridade quando foi aprovado no concurso, ou após a homologação do certame. Segundo o Diário de Pernambuco, foram quatro meses de dedicação exclusiva ao edital, período em que abriu mão de festas para estudar, aproximadamente, 8 horas ao dia. Ainda assim, Ianh faz questão de ressaltar: “Não tinha expectativa nenhuma de aprovação. Tanto é que só fiz o concurso para ganhar experiência. Não sofri com pressão interna ou por parte da minha família. Acho que isso foi essencial para manter a calma na prova”, relata. Ianh parece assimilar com tranquilidade a conquista e, mesmo sabendo que passará a receber mais de R$ 5 mil mensais, atualmente, faz dois estágios e sabe que terá de encarar mais três anos de universidade, já que está no terceiro semestre do curso de direito. Assim como um professor recomendou, ele acredita que para alcançar uma meta é preciso motivação. “Penso que abdiquei de um momento da minha adolescência para garantir um futuro melhor e confortável. As pessoas têm que pensar no que vão ganhar e não no que estão perdendo”, aconselha. Para quem busca aprovação, Ianh deixa uma dica: “Dê muita atenção ao português. Muitas pessoas acham que é uma disciplina básica, mas é a mais importante e essencial para se sair bem em prova de concurso

Facebook Comments