Data de Hoje
22 February 2024

Mergulhadores retiram quase duas toneladas de lixo da praia do Porto da Barra

A Associação Brasileira de Pesca Submarina realizou neste domingo (18) a sua primeira ação do projeto Pesca Sub Lixo Zero, que visa a limpeza do fundo do mar das praias do litoral da capital baiana. A ação deste final de semana aconteceu na praia do Porto da Barra e reuniu mais de 150 pescadores submarinos voluntários, que recolheram quase duas toneladas de lixo, entre garrafas, pneus, latas de cerveja e refrigerante e outros materiais.
De acordo com o presidente da Associação, Fernando Suber, a falta de ʹsensibilização da sociedadeʹ é um dos problemas que prejudicam preservação da praias soteropolitanas. “É muito lixo no fundo do mar e isso causa a poluição do mar, o afastamento de espécies de peixes do local e o término do bem-estar da população”, disse Suber.
 A vereadora Lorena Brandão (PSC) também deu apoio à ação e foi à Barra para acompanhar a retirada do entulho. Ela apresentou, logo no início do ano passado, um projeto de indicação para a criação do cargo de “gari do mar”, que seria responsável pela colata de lixo na costa da capital baiana. “Assim como existem os garis que fazem a coleta pela cidade estamos pedindo a criação dos garis que vão ficar responsáveis pela limpeza do mar. A cidade teria, também, um calendário de limpeza para o mar”, comenta.
Segundo ela, com essa medida, seria possível limpar completamente a faixa marítima que vai da Barra a Itapuã de cinco a sete anos. A vereadora ressalta a necessidade de conscientização da população sobre a importância de preservação da fauna e da flora marítima. “É uma causa que deve ser de todos, e acredito que este trabalho desses pescadores, que é voluntário, deve ser visto como exemplo”, defende.
Além do apoio da vereadora, a Companhia de Polícia Ambiental (COPPA), a Marinha do Brasil, a Polícia Militar e a Samu também apoiaram a realização.