Data de Hoje
21 September 2021
Casa foi revirada por PMs (Foto: Bruno Wendel/Correio)

Ministério Público investiga mais dois PMs em caso de estupro em Mussurunga

MP investiga crime de tortura, aponta novos policiais e outras duas vítimas.

O Ministério Público Estadual incluiu, na segunda-feira (21), mais dois policiais militares no inquérito que investiga o estupro de uma jovem de 20 anos no bairro de Mussurunga em novembro do ano passado. Estavam sendo acusados pelo o crime de improbidade administrativa outros quatro policiais – o sargento Sérgio Luiz Batista Sant´Anna, o cabo Josival Ribeiro Ferreira, sargento Valter dos Santos Filho e Pablo Vinícius Santos de Cerqueira, lotados na 49ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/São Cristóvão).

Foram incluídos, de acordo com a publicação no Diário da Justiça, os policiais militares Hamilton Pereira Guimarães Junior e Roseilton Macedo Conceição, além de Gabriel Lisboa Santos.  Outras duas vítimas, de um “episódio anterior”, foram também listadas na apuração do MPE.

A investigação está a cargo do Grupo de Atuação Especial para Controle Externo da Atividade Policial (Gacep). A promotoria pediu também a separação do processo de investigação por considerar a possibilidade dos réus terem praticado também crime de tortura.

Na época do crime, a Polícia Militar informou que os agressores foram dois policiais que haviam prendido o namorado da vítima, Marcos Kleber Correia Santos, 30, sob a acusação de tráfico de drogas. Após a prisão, eles ficaram na casa e estupraram a jovem.

Após o crime, a família revelou que a jovem já tinha sofrido uma tentativa de estupro pelos mesmos policiais cerca de dois meses antes.  Na época, a jovem denunciou o caso na Corregedoria da Polícia Militar.

Por Correio
Facebook Comments