Data de Hoje
22 April 2021

Motoristas do Uber fazem protesto em Salvador após agressão a colega

Os motoristas do Uber em Salvador fazem nesta quarta-feira (4) um protesto por conta daagressão sofrida pelo colega Ricardo Souza. Ele foi espancado durante uma corrida no Jardim Santo Inácio – a suspeita é que tenha sido vítima de uma emboscada. O carro dele, um Voyage branco, foi roubado. O caso é investigado pela polícia.

Por conta da agressão, motoristas se reuniram na noite desta terça-feira (4) em frente ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde Ricardo está internado. Eles pretendem fazer um protesto às 8h de amanhã em frente ao Hotel Mercure, na Avenida Professor Magalhães Neto, na Pituba, onde fica a sede do Uber na capital baiana. No momento da manifestação, todos ficarão offline no aplicativo.

Os motoristas pedem investigação do caso. Segundo relatos, Ricardo teve as lesões centradas na cabeça, onde levou muitas pancadas. Ele teria perdido todos os dentes com uma paulada. Em nota, a Polícia Militar diz que encontrou a vítima de espancamento severamente machucada, a ponto de não conseguir relatar o que havia acontecido. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a UPA de Santo Inácio e transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE).

No posto policial do HGE, o caso foi registrado como tentativa de homicídio. A investigação será conduzida pela 11ª Delegacia (Tancredo Neves). Até o momento, ninguém foi preso. Segundo os colegas, Ricardo é morador de Periperi.

Crime
Testemunhas relataram que o motorista atendeu um chamado do Uber e acabou sendo sequestrado, espancado e roubado por homens armados. Uma viatura da Polícia Militar atendeu à ocorrência e trocou tiros com suspeitos, mas ninguém foi preso até o momento.

O crime aconteceu por volta das 12h30. Policiais da 48ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Sussuarana) faziam rondas quando populares os chamaram para socorrer uma vítima de espancamento. Ao chegar ao local, os policiais foram recebidos a tiros por homens armados e houve um tiroteio, segundo informa a PM. Os suspeitos conseguiram fugir.

A vítima de espancamento tinha vários machucados e estava atordoada, sem saber explicar o que havia acontecido. Aos policiais, testemunhas disseram que o rapaz havia atendido um chamado pelo Uber, quando foi sequestrado e espancado. Os homens armados ainda levaram o carro e os documentos da vítima.

Facebook Comments