Data de Hoje
20 September 2021

Mototaxistas fazem protesto contra projeto de regulamentação em Amaralina

Manifestação começou pouco depois das 16h30, em frente a sede da Semob

Cerca de 50 mototaxistas realizam uma manifestação na tarde desta terça-feira (15) no bairro de Amaralina. De acordo com informações da Central de Polícia, a manifestação começou pouco depois das 16h30, na Rua Visconde Itaboraí, em frente a sede da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

De acordo com informações da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), a manifestação acontece próxima a uma blitz da Polícia Militar. Uma viatura do órgão foi enviada ao local para acompanhar o protesto. Ainda segundo a Transalvador, os manifestantes não chegaram a invadir a via.

Segundo o presidente do Sindicato dos Motociclistas, Motoboys e Mototaxistas (Sindmoto), Henrique Balthazar da Silveira, a manifestação é contra alguns itens do projeto de regulamentação dos mototaxistas. Entre esses itens, estão a exigência de que os mototaxistas atuem em trajetos mais curtos e a obrigatoriedade das motocicletas terem uma idade máxima de quatro anos.

“Nós não aceitamos de jeito nenhum que o mototaxista esteja proibido de rodar a cidade inteira. Mototaxista tem que funcionar igual a táxi. Não trabalhamos com frota”, disse Henrique ao CORREIO

O presidente do Sindmoto se diz preocupado com as consequências caso esse item permaneça no projeto de lei. “Mototaxista trabalha para si mesmo, inclusive utiliza as motos para passeios domésticos. Daqui a pouco um mototaxista vai estar saindo com a esposa e ter o veículo apreendido, por acharem que ele está rodando a trabalho”, afirma Henrique.

Ao chegarem em frente a Semob, os manifestantes foram levados para o auditório da pasta. Eles se reuniram com a Semob para discutir alguns pontos do projeto de regulamentação. A reunião terminou por volta das 18h30. Não há informações sobre as decisões tomadas após o encontro entre o Sindmoto e a Semob.

No próximo dia 2 de outubro, uma audiência pública vai discutir a proposta da prefeitura e definir como vai acontecer a regulamentação dos mototaxistas. Em contato com o CORREIO, a Semob informou que vai enviar uma nota à imprensa sobre o assunto ainda na noite desta terça-feira.

Projeto de lei

Novo projeto de lei para a regulamentação dos mototaxistas, elaborado pela Semob, será encaminhado à Câmara Municipal para votação.

Segundo o titular da Semob, Fábio Mota, os mototaxistas terão 120 dias após a aprovação da lei para se adequar às normas, mas o regulamento já está quase pronto, em fase de ajustes finais. No novo projeto, as motos terão a cor amarela, placa vermelha, e devem ter, no máximo, quatro anos de uso. De acordo com o secretário, existe o entendimento de que esse tipo de transporte deve ser feito apenas em trajetos curtos

Fonte CORREIO.
Facebook Comments