Data de Hoje
23 July 2021
Foto: Marcele Correia / Click Notícias

Movimento Sem Teto de Salvador vai à câmara pedir aos vereadores perícia técnica nos contemplados no programa ‘Minha Casa Minha Vida’

Confira na íntegra as palavras do representante do Movimento Sem Teto de Salvador (Msts), Jhones Bastos, que foi na segunda-feira (22) à Câmara Municipal de Salvador, juntamente com representantes das famílias que foram contempladas pelo Minha Casa Minha Vida e não receberam as moradias.

Cerca de 980 famílias foram selecionadas entre agosto e novembro de 2016. E eles exigiram alguns critérios que cumprimos, mas eles não quiseram aceitar os critérios que cumprimos, baseado numa lei construída por eles mesmos para beneficiar somente o pessoal deles. E com isso o nosso povo ficou prejudicado. Por isso, pela quarta vez o grupo faz manifestação para reivindicar um direito que assiste a todo mundo. Além do direito, está escrito na lei, no artigo 6, da Constituição Federal, dar direito as pessoas que não têm moradia que possua a sua. Só que eles desrespeitam a lei e as pessoas que foram selecionadas pela chamada pública entre os meses de agosto e novembro.

Um dos critérios que eles abordam é que não contempla na satisfação pessoal deles sobre a questão de um documento através do projeto Axé que cita a questão da situação de rua. E o Ministério da cidade exige que tenha que ser anti-público ou entidades vinculadas e que tem registro no Sebas e que pode dar situação de rua.

Em caso de rua, eles costumam colocar na cabeça das pessoas, que só quem faz parte de situação de rua são as pessoas que moram nas ruas. Só que eles estão equivocados porque a lei não diz só isso. A lei diz que quem está em situação de rua são as pessoas que moram nas ruas, mas também são as pessoas que moram em prédios abandonados ou terrenos abandonados, ou seja, terrenos ocupados pelo movimento, em área aberta. Essas pessoas também são consideradas em condição de rua.

E por conta disso as pessoas ficaram prejudicadas por com esse governo mau-caráter que está aí. A ‘politicagem’ está solta mesmo.

Na época da eleição, um vereador jovem que hoje está eleito, pediu a um cara chamado Valdir em Cajazeiras para fazer vários cadastramentos e misteriosamente estas pessoas foram contempladas nessa atual remessa.

Queremos pedir a todos os 43 vereadores façam uma perícia técnica em todos os contemplados no programa ‘minha casa minha vida’ nas duas últimas contemplações.

Também demos entrada no Ministério Público Estadual e Federal. Mas você sabe que quando pede a investigação desse pessoal, a justiça segue bem lenta.

Outro agravo que chama nossa atenção é o mistério dentro da Sindec. De repente, ele lança a chamada pública e no outro dia eles tiraram do ar. Muita gente chegou a printar a tela achando que seria contemplado, depois eles disseram que só estavam fazendo um teste.

Por Click Notícias

Facebook Comments