Data de Hoje
17 September 2021
Foto: Luan Santos / A Tarde

Movimentos pró-impeachment estão proibidos de protestar na Barra

De acordo com a prefeitura de Salvador, representantes dos movimentos Brasil Livre (MBL), Vem Pra Rua e União dos Jipeiros da Bahia (UJB) foram impedidos pelo governo do estado de realizar manifestação a favor do impeachment na Barra no próximo domingo (17).

Conforme o DEM, o governador Rui Costa mandou informar aos movimentos que a Polícia Militar só irá permitir manifestações dos grupos ligados ao PT e que são contrários ao impeachment.

A informação surgiu após o movimento ter protocolado ofícios informando sobre a realização da manifestação na Barra e hoje (13), após recebimento, o Coronel Uzeda na SSP, informou sobre a decisão unilateral do governador.

Ofício sobre a realização da manifestação na Barra (Foto: Divulgação)

Ofício sobre a realização da manifestação na Barra (Foto: Divulgação)

A assessoria de Comunicação do Governo, ao ser procurada pela imprensa, negou qualquer tentativa de impedir o movimento e afirmou que o Governo é a favor das manifestações, que permitem o livre arbítrio, garantido pela democracia. E que compete à Polícia Militar manter a ordem e garantir a segurança das pessoas.

O coordenador do MBL na Bahia, Ricardo Almeida, informou que irá recorrer na decisão. “Foi arbitrária essa decisão e vamos recorrer. Tradicionalmente, sempre nos manifestamos lá. É uma clara tentativa de impedir o nosso protesto”, consolidou. 

O líder do Democratas, Pablo Barrozo, informou que o governador Rui Costa está alimentando o confronto, já que todos sabiam do evento pró-impeachment na Barra. Segundo o deputado, nenhum ofício informando à Prefeitura ou mesmo a SSP sobre a realização de outro movimento na Barra foi apresentado.

Os movimentos pró-impeachment estudam neste momento a realização de outro local para realizar a manifestação, que pode ocorrer no Jardim de Alah.  

Por Click Notícias
Facebook Comments