Data de Hoje
30 November 2021

MPF apura se houve crime em paralisação de ônibus em Feira

Os sócios das empresas Viação Princesinha do Sertão e Viação 18 de Setembro são investigados pelo Ministério Público Federal (MPF) por terem suspendido a oferta de ônibus em Feira de Santana (a 109 km de Salvador) desde o último domingo, 16. O MPF instaurou inquérito nesta quinta, 20, para verificar se os empresários cometeram o crime de paralisar trabalho de interesse coletivo, de acordo com o artigo 201 do Código Penal.

As empresas e a prefeitura têm um prazo de 24 horas para se manifestarem sobre o contrato administrativo para fornecimento do serviço e o que motivou o recolhimento dos ônibus para as garagens. Os empresários alegaram que perderam crédito no mercado para compra de combustível, por conta do fim do contrato emergencial que mantinham com o governo municipal.

Diante do impasse, a prefeitura fez um contrato emergencial com as empresas Auto Ônibus São João e Ônibus Rosa, as mesmas que venceram a licitação do governo municipal. Mas como as viações têm sede em São Paulo, os veículos ainda não chegaram em Feira de Santana. Com isso, o transporte só deve ser normalizado na próxima semana.

Facebook Comments